SciELO PC Programs

Bem-vindo à documentação de SciELO PC Programs!

SciELO PC-Programs (Português)

SciELO PC-Programs (Português)

Pré-requisitos

Os pré-requisitos são procedimentos/programas que devem ser executados antes da instalação de SciELO PC Programs.

Uma vez cumpridos os requisitos, não é necessário executá-los todas as vezes que o SciELO PC Programs for instalado / atualizado.

Verificar os pré-requisitos

Verificar a localização e situação da pasta serial

Somente para os programas de gestão de coleção, que devem estar instalado em um servidor local.

Este servidor deve ter acesso à pasta serial e esta pasta tem que estar atualizada (title, section, issue etc) antes de executar a instalação de SciELO PC Programs.

Warning

Não atualizar o conteúdo da pasta serial após a instalação. Fazer antes da instalação.

Verificar a instalação de Python + pip

  1. Sempre abrir uma nova janela de Terminal para garantir que as atualizações estejam aplicadas na sessão do terminal.

  2. Executar o comando no terminal:

    _images/installation_python_test.png
  3. Verificar se o comando apresenta a versão do Python. Por exemplo:

    _images/installation_python_resultado.png

Note

ao executar o comando para verificar a versão do Python não necessariamente ela será igual a da imagem

  1. Caso o resultado não seja o esperado, repetir todas as instruções anteriores.

  2. Executar o comando no terminal:

    _images/installation_pip_test.png
  3. Verificar se o comando apresenta a versão do pip. Por exemplo:

    _images/installation_pip_resultado.png

Note

ao executar o comando para verificar a versão de pip não necessariamente ela será igual a da imagem

  1. Caso o resultado não seja o esperado, reinstalar Python.

Verificar a instalação de Pillow

Pillow é pré-requisito somente para versões anteriores a SciELO PC Programs 4.0.094.

Verificar se foi corretamente instalado, executando os comandos no terminal:

  1. Executar python:

    _images/installation_python.png
  2. Verificar que o resultado esperado será a apresentação do terminal do Python.

    _images/installation_python_terminal.png

Note

ao executar este comando a versão de python não necessariamente tem que ser igual a da imagem

  1. Executar import PIL (letras maiúsculas):

    _images/installation_import_pil.png
  2. Verificar que o resultado esperado é:

    _images/installation_import_pil_resultado.png

    Mas se a mensagem for similar a

    Traceback (most recent call last):
      File "<stdin>", line 1, in <module>
    ImportError: No module named PIL
    

    reinstalar pillow.

  3. Executar exit() para sair do terminal do Python

    _images/installation_python_exit.png
  4. Verificar que saiu do terminal do Python

    _images/installation_python_exited.png

Verificar a instalação Java

  1. Executar no terminal:

    java -version
    
  2. Verificar se o resultado apresentado é similar a:

    _images/howtoinstall_path_conferir-java.jpg

Note

ao executar este comando a versão de java não necessariamente tem que ser igual a da imagem

Caso a mensagem seja: java não é um comando reconhecido …, repetir as instruções desta seção.

Instalar os pré-requisitos

Como instalar Python e pip igual ou superior a 2.7.10

Primeiramente, garantir que tenha apenas uma versão de Python 2.7.x instalada. Caso seja necessário instalar uma versão mais recente de Python, remova a anterior antes de prosseguir.

Ao instalar Python, selecione todas as opções disponíveis, especialmente:

  • Add Python to PATH
  • pip
_images/installation_add_python_to_path.png

Como instalar Pillow

É pré-requisito somente para versões anteriores a SciELO PC Programs 4.0.094.

Executar o comando no terminal:

_images/installation_pip_install_pillow.png

Como instalar Java

Depois de instalar Java, abrir a “Configuração do Sistema”, indicar a localização do Java instalado para a variável de ambiente PATH.

Adicionar aplicação no PATH

O atalho para abrir a janela é: Windows + Pause Break key.

_images/howtoinstall_path_atalho.jpg

Ou clique em Computador com o botão direito do mouse.

_images/howtoinstall_path_computer.png

Então clique em Propriedades.

_images/howtoinstall_path_computer_properties.png

Configuração do Sistema

_images/howtoinstall_path_variavel.jpg

Clique em configurações avançadas do sistema

_images/howtoinstall_path_conf-advanc.jpg

E depois em Variáveis de Ambiente

_images/howtoinstall_path_open-variavel.jpg

Encontre o caminho da lista de variáveis

_images/howtoinstall_path_search-path.jpg

Selecione o Path e clique em Editar

_images/howtoinstall_path_select_variable.png

Coloque o cursor no final da linha, acrescente o caracter ponto-e-vírgula (;) e a localização do Java instalado.

_images/installation_java.png
SciELO PC-Programs (Português)

Download

Abrir um Navegador Web e acessar:

ftp://ftp.scielo.br

_images/howtoinstall_download1.png

Informar o usuário e senha

_images/howtoinstall_download2.png

Selecionar a pasta de acordo com os programas que deseja instalar.

article_text_markup
para Marcação SGML (article e text DTD)
xml_markup
para Marcação XML (doc DTD)
xpm
para XML Package Maker
_images/howtoinstall_download3.png

Nota:

Não há mais novos desenvolvimentos para os programas relacionados ao Markup SGML, no entanto, eles podem ser instalados com o instalador que está em xml_markup.

SciELO PC-Programs (Português)

Como instalar

XML Package Maker

  1. Instalar e/ou verificar os pré-requisitos

  2. Fazer o download dos instaladores

  3. Executar o instalador

  4. Indicar a localização da aplicação

    _images/howtoinstall_xpm.png
  5. Abrir um terminal (cmd) e executar os seguintes comandos:

Executar o comando abaixo para entrar na pasta onde está o programa install_requirements.bat:

cd <LOCAL DE INSTALACAO XPM>\xml

Exemplo:

_images/installation_configure_xpm_01.png

Resultado esperado:

_images/installation_configure_xpm_02.png

Executar o comando abaixo para instalar os pré-requisitos install_requirements.bat:

install_requirements.bat

Exemplo:

_images/installation_configure_xpm_03.png

Resultado esperado:

_images/installation_configure_xpm_04.png _images/installation_configure_xpm_05.png _images/installation_configure_xpm_06.png

Markup

  1. Instalar e/ou verificar os pré-requisitos

  2. Fazer o download dos instaladores

  3. Executar o instalador

  4. Configurar:

    • Application’s folder: complete com o nome da aplicação que aparecerá no Menu de Programas
    • URL: endereço do site público da coleção
    • Programs’s destination folder: localização da pasta dos programas (bin)
    • Data destination folder: localização da pasta dos dados (serial). Repetir o mesmo valor do anterior.
    _images/installation_setup.jpg
  5. Selecionar:

    • Markup: programa para identificar elementos de um artigo/texto
    • Markup - Automata files (opcionalmente): examplos de arquivos para marcação automática de referências bibliográficas
    _images/howtoinstall_programs.png
  6. Abrir um terminal (cmd) e executar os seguintes comandos:

    Executar o comando abaixo para entrar na pasta onde está o programa install_requirements.bat:

    cd <LOCAL DE INSTALACAO SciELO Markup>\xml
    

    Exemplo:

    _images/installation_requirements_mkp_01.png

    Resultado esperado:

    _images/installation_requirements_mkp_02.png

    Executar o comando abaixo para instalar os pré-requisitos install_requirements.bat:

    install_requirements.bat
    

    Exemplo:

    _images/installation_requirements_mkp_03.png

    Este comando executará várias linhas, mas o resultado principal esperado é:

    _images/installation_requirements_mkp_04.png

SciELO PC Programs Completo: Title Manager, Converter, Markup, XPM etc

  1. Instalar e/ou verificar os pré-requisitos

  2. Fazer o download dos instaladores

  3. Executar o instalador

  4. Configurar:

    • Application’s folder: complete com o nome da aplicação que aparecerá no Menu de Programas
    • URL: endereço do site público da coleção
    • Programs’s destination folder: localização da pasta dos programas (bin)
    • Data destination folder: localização da pasta dos dados (serial).
    _images/installation_setup.jpg
  5. Selecionar os programas:

  • Title Manager: programa para gestão da coleção de periódicos

  • Converter: programa de conversão de documentos marcados para a base de dados

  • XML SciELO: (opcional) programa para criar formato XML para a base de dados PubMed

    _images/howtoinstall_programs.png
  1. Abrir um terminal (cmd) e executar os seguintes comandos:

    Executar o comando abaixo para entrar na pasta onde está o programa install_requirements.bat:

    cd <LOCAL DE INSTALACAO SciELO Markup>\xml
    

    Exemplo:

    _images/installation_requirements_mkp_01.png

    Resultado esperado:

    _images/installation_requirements_mkp_02.png

    Executar o comando abaixo para instalar os pré-requisitos install_requirements.bat:

    install_requirements.bat
    

    Exemplo:

    _images/installation_requirements_mkp_03.png

    Este comando executará várias linhas, mas o resultado principal esperado é:

    _images/installation_requirements_mkp_04.png

Como configurar

XML Package Maker e XML Markup

Por padrão o programa funciona considerando acesso à Internet disponível, ausência de proxy para acesso à internet e uso do packtools como validador de estrutura de XML (em substituição ao style-checker).

Para os casos em que o acesso à Internet é feito via proxy ou não há acesso à internet é necessário editar o arquivo scielo_env.ini disponível em ?/bin/ com os seguintes parâmetros:

PROXY_ADDRESS=(endereço do proxy)
ENABLED_WEB_ACCESS=off (caso não haja acesso à internet)
XML_STRUCTURE_VALIDATOR_PREFERENCE_ORDER=packtools|java (nesse caso a validação será feita preferencialmente usando a ferramenta packtools substituindo à validação no style checker, na ordem inversa usa-se o Java).

Exemplo dos parâmetros preenchidos:

PROXY_ADDRESS=123.456.789:1234
ENABLED_WEB_ACCESS=off
XML_STRUCTURE_VALIDATOR_PREFERENCE_ORDER=java|packtools

Title Manager e Converter

Configurar a variável de ambiente: Painel de controle -> Segurança e Manutenção -> Sistema -> Configurações avançadas do Sistema -> Variáveis de ambiente.

Verifique se a variável já existe. Em caso negativo, clique em Novo e adicione o valor.

_images/installation_setup_bap.jpg

XML Converter

PDF, XML e imagens para o site local

Para que XML Converter copie os arquivos pdf, img, xml para o site local, editar o arquivo correspondente a c:\scielo\bin\scielo_paths.ini, na linha:

SCI_LISTA_SITE=c:\home\scielo\www\proc\scilista.lst

Trocar c:\home\scielo\www pela localização do site local. Por exemplo:

SCI_LISTA_SITE=c:\var\www\scielo\proc\scilista.lst

Validação de tabelas e fórmulas

Para SciELO Brasil, o padrão de exigência para tabelas e fórmulas é que elas sejam codificadas.

Para alterar este nível, editar o arquivo correspondente a c:\scielo\bin\scielo_collection.ini:

CODED_FORMULA_REQUIRED=off
CODED_TABLE_REQUIRED=off
BLOCK_DISAGREEMENT_WITH_COLLECTION_CRITERIA=off

off é para que o XML Converter não exija os elementos codificados ou não bloqueie a publicação devido a discordâncias com os critérios.

Menu de aplicação

Em alguns casos, o menú da aplicação será criado apenas com o usuário de administrador.

C:\\Documents and Settings\\Administrador\\Menu Iniciar\\Programas

Neste caso, copie a pasta SciELO para a pasta Usuários para que todos os usuários tenham o menú disponível.

C:\\Documents and Settings\\All Users\\Menu Iniciar\\Programas
SciELO PC-Programs (Português)

Como configurar

XML Package Maker

  1. Instalar e/ou verificar os pré-requisitos

  2. Fazer o download dos instaladores

  3. Executar o instalador

  4. Indicar a localização da aplicação

    _images/howtoinstall_xpm.png
  5. Abrir um terminal (cmd) e executar os seguintes comandos:

Executar o comando abaixo para entrar na pasta onde está o programa install_requirements.bat:

cd <LOCAL DE INSTALACAO XPM>\xml

Exemplo:

_images/installation_configure_xpm_01.png

Resultado esperado:

_images/installation_configure_xpm_02.png

Executar o comando abaixo para instalar os pré-requisitos install_requirements.bat:

install_requirements.bat

Exemplo:

_images/installation_configure_xpm_03.png

Resultado esperado:

_images/installation_configure_xpm_04.png _images/installation_configure_xpm_05.png _images/installation_configure_xpm_06.png

Markup

  1. Instalar e/ou verificar os pré-requisitos

  2. Fazer o download dos instaladores

  3. Executar o instalador

  4. Configurar:

    • Application’s folder: complete com o nome da aplicação que aparecerá no Menu de Programas
    • URL: endereço do site público da coleção
    • Programs’s destination folder: localização da pasta dos programas (bin)
    • Data destination folder: localização da pasta dos dados (serial). Repetir o mesmo valor do anterior.
    _images/installation_setup.jpg
  5. Selecionar:

    • Markup: programa para identificar elementos de um artigo/texto
    • Markup - Automata files (opcionalmente): examplos de arquivos para marcação automática de referências bibliográficas
    _images/howtoinstall_programs.png
  6. Abrir um terminal (cmd) e executar os seguintes comandos:

    Executar o comando abaixo para entrar na pasta onde está o programa install_requirements.bat:

    cd <LOCAL DE INSTALACAO SciELO Markup>\xml
    

    Exemplo:

    _images/installation_requirements_mkp_01.png

    Resultado esperado:

    _images/installation_requirements_mkp_02.png

    Executar o comando abaixo para instalar os pré-requisitos install_requirements.bat:

    install_requirements.bat
    

    Exemplo:

    _images/installation_requirements_mkp_03.png

    Este comando executará várias linhas, mas o resultado principal esperado é:

    _images/installation_requirements_mkp_04.png

SciELO PC Programs Completo: Title Manager, Converter, Markup, XPM etc

  1. Instalar e/ou verificar os pré-requisitos

  2. Fazer o download dos instaladores

  3. Executar o instalador

  4. Configurar:

    • Application’s folder: complete com o nome da aplicação que aparecerá no Menu de Programas
    • URL: endereço do site público da coleção
    • Programs’s destination folder: localização da pasta dos programas (bin)
    • Data destination folder: localização da pasta dos dados (serial).
    _images/installation_setup.jpg
  5. Selecionar os programas:

  • Title Manager: programa para gestão da coleção de periódicos

  • Converter: programa de conversão de documentos marcados para a base de dados

  • XML SciELO: (opcional) programa para criar formato XML para a base de dados PubMed

    _images/howtoinstall_programs.png
  1. Abrir um terminal (cmd) e executar os seguintes comandos:

    Executar o comando abaixo para entrar na pasta onde está o programa install_requirements.bat:

    cd <LOCAL DE INSTALACAO SciELO Markup>\xml
    

    Exemplo:

    _images/installation_requirements_mkp_01.png

    Resultado esperado:

    _images/installation_requirements_mkp_02.png

    Executar o comando abaixo para instalar os pré-requisitos install_requirements.bat:

    install_requirements.bat
    

    Exemplo:

    _images/installation_requirements_mkp_03.png

    Este comando executará várias linhas, mas o resultado principal esperado é:

    _images/installation_requirements_mkp_04.png

Como configurar

XML Package Maker e XML Markup

Por padrão o programa funciona considerando acesso à Internet disponível, ausência de proxy para acesso à internet e uso do packtools como validador de estrutura de XML (em substituição ao style-checker).

Para os casos em que o acesso à Internet é feito via proxy ou não há acesso à internet é necessário editar o arquivo scielo_env.ini disponível em ?/bin/ com os seguintes parâmetros:

PROXY_ADDRESS=(endereço do proxy)
ENABLED_WEB_ACCESS=off (caso não haja acesso à internet)
XML_STRUCTURE_VALIDATOR_PREFERENCE_ORDER=packtools|java (nesse caso a validação será feita preferencialmente usando a ferramenta packtools substituindo à validação no style checker, na ordem inversa usa-se o Java).

Exemplo dos parâmetros preenchidos:

PROXY_ADDRESS=123.456.789:1234
ENABLED_WEB_ACCESS=off
XML_STRUCTURE_VALIDATOR_PREFERENCE_ORDER=java|packtools

Title Manager e Converter

Configurar a variável de ambiente: Painel de controle -> Segurança e Manutenção -> Sistema -> Configurações avançadas do Sistema -> Variáveis de ambiente.

Verifique se a variável já existe. Em caso negativo, clique em Novo e adicione o valor.

_images/installation_setup_bap.jpg

XML Converter

PDF, XML e imagens para o site local

Para que XML Converter copie os arquivos pdf, img, xml para o site local, editar o arquivo correspondente a c:\scielo\bin\scielo_paths.ini, na linha:

SCI_LISTA_SITE=c:\home\scielo\www\proc\scilista.lst

Trocar c:\home\scielo\www pela localização do site local. Por exemplo:

SCI_LISTA_SITE=c:\var\www\scielo\proc\scilista.lst

Validação de tabelas e fórmulas

Para SciELO Brasil, o padrão de exigência para tabelas e fórmulas é que elas sejam codificadas.

Para alterar este nível, editar o arquivo correspondente a c:\scielo\bin\scielo_collection.ini:

CODED_FORMULA_REQUIRED=off
CODED_TABLE_REQUIRED=off
BLOCK_DISAGREEMENT_WITH_COLLECTION_CRITERIA=off

off é para que o XML Converter não exija os elementos codificados ou não bloqueie a publicação devido a discordâncias com os critérios.

Menu de aplicação

Em alguns casos, o menú da aplicação será criado apenas com o usuário de administrador.

C:\\Documents and Settings\\Administrador\\Menu Iniciar\\Programas

Neste caso, copie a pasta SciELO para a pasta Usuários para que todos os usuários tenham o menú disponível.

C:\\Documents and Settings\\All Users\\Menu Iniciar\\Programas
SciELO PC-Programs (Português)

Bem-vindo à documentação de SciELO PC Programs!

SciELO PC Programs é um conjunto de ferramentas para produzir entrada de dados para o processo de publicação de artigos em uma coleção SciELO.

Para a Produção de XML:

Para Gestão de Coleções (para uso somente das Coordenações de uma Coleção SciELO):


SciELO PC-Programs (Português)

Programs

Databases Managers (Local server)

Programs to manage journals, issues and articles databases.

Markup and Validators (Desktop)

Programs to generate and validate SGML/HTML or XML files.

SciELO PC-Programs (Português)

Code Manager

Desktop application (Visual Basic, CDS/ISIS database) to manage the tables of codes/values used by SciELO Methodology.

Used in the Local Server

This program is only used if it is necessary to change data of the customizable tables (newcode database)

Opening the program

Use the Windows menu to open the program.

_images/scielo_menu.png

Or use the Windows Explorer:

c:\scielo\bin\codes\codes.exe

(or corresponding to c:\scielo)

Managing the tables

  1. Select File > Open:
_images/codemanager_file_open.png

Accessing a table

Select the name of one of the tables, then click on the […] button.

_images/codemanager_select_table.png

The program will display the selected table:

_images/codemanager_table.png

The data of the table will be presented as: code | label in Portuguese | Spanish | English. But if there is no dependence on any language, only one column is displayed.

Removing a row of the table

  1. Select a row to delete. Its data will be presented at code and labels fields of each language.
_images/codemanager_select_row.png
  1. Click on Remove button.
  2. Click on Save button.

Updating a row of the table

  1. Select a row to update. Its data will be presented at code and labels fields of each language.
_images/codemanager_select_row.png
  1. Change the data.
  2. Click on Update button. The updated row will be displayed in the list.
  3. Click on Save button

Creating a new row

  1. Fill in the fields: code and label of each language or only one if it is not depending on a language.
_images/codemanager_adding_new_line.png
  1. Click on Add button.
_images/codemanager_added_new_line.png

The new row will be displayed at the end of the list.

  1. Click on Save button.
SciELO PC-Programs (Português)

Title Manager

Desktop Application (Visual Basic), used in the Local server, to manage the databases: title, issue and section, it means, respectively the data of journals, their issues and sections of the table of contents.

Prevent installation errors

Read:

How to update

Warning

If Title Manager does not open properly, reinstall the programs.

Opening the program

Use the Windows menu to open the program.

_images/scielo_menu.png
SciELO PC-Programs (Português)

Converter

Desktop Application (Visual Basic), installed in the local server, to generate the database of the documents, by reading the files from markup and body folders and the databases in title and issue folders.

How to open the program

Use the Windows menu to open the program.

_images/scielo_menu.png

Or by the path of the program:

c:\scielo\bin\convert\convert.exe

How to change the language of the program

The programs are available in Portuguese, Spanish and English.

Use the program menu: Options > Configurations.

_images/scielo_menu_language.jpg

How to use the program

  1. Select Files > Open.
_images/converter_open_files.png
  1. Fill the fields:
_images/converter_form.png
  • journal’s title:
    select the title of the journal.
  • year:
    FILL ONLY if it is ahead number
  • volume:
    fill it in with the volume
  • supplement of volume:
    fill it in with the supplement of volume, if it is applicable
  • number:
    fill it in with the number. If it is an ahead of print, use ahead, respectively
  • supplement of number:
    fill it in with the supplement of number, if it is applicable
  • complement:
    fill it in, if it exists. Recently it is used to press release, fill it in with pr.
_images/converter_issue_selected.png
  1. Click on OK button.
  2. Converter uses these data to identify the issue, markup and body folders. If the data are correct, the program will list the markup files.
_images/converter_files_selected.png
  1. Click on Convert button.

  2. Converter will convert the selected files.

    For each file, the program:

    • extracts the identified data
    • compares the data in the document and the data in the issue database

    Attention

    If there are any unmatched data related to the issue, the program will not create the database. It will be necessary to correct the data in Markup or in Title Manager

    If the database is generated, the result will be shown on the screen.

    _images/converter_resultado.jpg

    Results:

    • successfully converted: [ ] (in red)
    • converted, with errors: [X] (in blue)
      There are some not fatal markup errors, which could have been corrected at SGML Parser stage.
    • not converted: (in green)
      It is related to unmatched data of the issue database and the data in the markup file. For instance: - The issue’s volume is 30, and the volume in the document is 3. The program will indicates an error. In this case, the correction is in the markup file.
  3. Click on each file in the result area, then on Result button, to view the result of the convertion.

Successfully converted

_images/converter_view_report.png

Converted, but no fatal errors: markup error

_images/converter_resultado2.jpg

Converted, but no fatal error: some bibliography references not identified

Converter also marks, in the body file, the end of the paragraph of each bibliography reference found in markup file. It is used by the website to create [ Links ] at the end of the paragraph of each reference.

_images/converter_resultado6.jpg _images/converter_resultado6b.jpg

If Converter was not able to find the markup references in body references:

_images/converter_resultado5.jpg

It is necessary to evaluate the references in markup and in body. There must be some different character that causes the error.

Not converted, because of fatal errors

_images/converter_resultado3.jpg
SciELO PC-Programs (Português)

XML Converter (XC)

It is a tool to generate CDS/ISIS databases in the serial folder to generate the Web site.

How to use

Use the Windows menu to open the program.

_images/scielo_menu_xc.png _images/xc_gui.png

Select the folder which contains XML package files

_images/xc_gui_selected_folder.png

Press XML Converter.

Unable to identify the issue

If XC was unable to identified the issue, the output folder (0103-2070-ts-08-02_xml_converter_result) is generated in the same folder which contains the input folder (0103-2070-ts-08-02) and it contains:

_images/xpm_result_folders.png

Package has a valid issue

If XC has identified the issue, the results will be generated in the corresponding folder in the serial folder.

For instance, serial/ts/v8n2.

_images/xc_result_folders.png

Results

  • base: CDS/ISIS database, used to generate the Web site.
  • base_xml/id: files used to generate base contents
  • base_xml/base_source: XML package files
  • base_xml/base_reports: reports (xml_converter.html)
  • windows: (optional) if it does not run in Windows, windows is generated in order to export base in Windows format.

If in the computer there is an instance of SciELO Web site, the images, pdf, etc are copied to the corresponding folders in the SciELO Web site.

Reports

After finishing the processing the reports are displayed in a Web browser.

Switch between the tabs.

Some reports are the same generated by XPM. Consult its documentation.

_images/xc_reports.png

Summary report

Conversion status

Presents the files according to the conversion results:

_images/xc_reports_summary2.png
converted
files for which the database was successfully generated
deleted incorrect order
files which order was incorrect
not converted
files for which the database was failed to generate
rejected
files were rejected because they have fatal errors in issue’s data.
skipped conversion
files which were not necessary to convert because they have no changes since last conversion

AOP Status

_images/xc_reports_summary3.png

Presents information about AOP.

If the journal has aop documents, presents the deleted ex aop and files which continue as aop.

Detail report

Presents the documents in a table.

The columns order, aop pid, toc section, @article-type are hightlighted because contain important data.

The column reports contains buttons to open/close the detail reports of each document.

Each row has the document’s data.

_images/xc_reports_detail.png

XC checks if the data found in XML are the same which were registered in the issue’s forms (Title Manager or SciELO Manager).

Presents the results of these validations.

_images/xc_reports_detail_converter.png

Database overview

Presents the package’s data and the status of database before the conversion.

_images/xc_reports_before.png

Presents the status of the database after the conversion.

_images/xc_reports_after.png
SciELO PC-Programs (Português)

XML Exporter (for PubMed and ISI)

DOS Batch program to export XML and SGML files to PubMed and ISI. Located in c:\scielo\xml_scielo.

For PubMed, there are two types of files:

Configuration

If it is the first installation, you have some procedures to execute.

There is a file in c:\scielo\xml_scielo\config.example. You have to copy and rename it to config.

Configure the files:

  • PubMed\doi_conf.txt
  • PubMed\config\config.seq
  • PubMed\journals\journals.seq

File doi_conf.txt

It contains the data of the Publisher and the prefix given by CrossRef, according to the agreement signed by CrossRef and the SciELO of each country. IF YOUR SCIELO DOES NOT HAVE IT. SO THIS FILE MUST BE EMPTY.

INSTITUTION SPACE E-MAIL SPACE PREFIX

_images/xml_scielo_doiconf.jpg

File config\config.seq

The file configconfig.seq is to inform to the program which articles or text must not be sent to PubMed, because some kind of documents are not accepted, and it is know by the section in the table of contents.

Acronym space sectionId

_images/xml_scielo_scilista.jpg

File journals\journals.seq

This file journals\journals.seq contains data used to generate XML file of the journal: journals_acronimo.xml.

This is the first XML file which must be sent to PubMed in order to register the journal. Read more: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/bv.fcgi?rid=helplinkout.section.files.Resource_File#files.Resource_File_Format.

Its format is:

ACRONYM SPACE FIRST_YEAR_IN_PubMed SPACE SCIELO_URL SPACE ISSN

One line for each journal.

_images/xml_scielo_journal.jpg

Executing

It has to be executed using the command line in DOS.

_images/xml_scielo_doscommand.jpg

Go to the folder where this program is installed. E.g.: c:\scielo\xml_scielo\proc.

_images/xml_scielo_doscommand2.jpg

In proc you will find three scripts:

  • GenerateXML_all.bat: generates at the same time ISI and PubMed

  • GenerateXML_ISI.bat: generates SGML to ISI

  • GenerateXML_PubMed.bat: generates XML to PubMed

    _images/xml_scielo_doscommand3.jpg

Provide a list similar to scilist, to execute any of them.

The program will open the scilist file and you have to check it, and include or remove lines, according to what you want to generate.

_images/xml_scielo_doscommand4.jpg

To generate also the XML file which contains journal data, journals_<acronimo>.xml, add one more parameter “YES”:

hcsm v13n2 YES

To generate ONLY the XML file which contains journal data, journals_<acronimo>.xml, the second parameter must be “NONE” and third one must be YES.

hcsm NONE YES

To generate XML file of ahead articles, use as:

  • fourth parameter: the start date
  • fifth parameter: the end date
hcsm 2014nahead YES 20140100 20140228

The program will generate the XML file for articles which has ahpdate (publication date of ahead) between 20140100 and 20140228.

The name of the XML file will be hcsm2014nahead20140100-20140228.xml.

SciELO XML to PubMed XML

Program to export XML to PubMed, according to http://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK3828/, using SciELO XML (SciELO Publishing Schema).

How to execute

Double clicking on c:\scielo\bin\xml\xml_pubmed.py

_images/xml2pubmed_window.png

Select the issue folder

_images/xml2pubmed_chose_folder.png

Only if issue is published on batches, such aop or rolling pass, you should inform from date to generate XML for the article published from this date to the current date.

Then click on OK button.

According to the example, the program will create the file: v:\scielo\serial\rsp\v48n5\PubMed\rsp-v48n5-20160510-20160523.xml, containing articles which have epub date between 20160510 and the current date.

_images/xml2pubmed_from_date.png

If it is not an issue published on batches, click on OK button. According to the example, the program will create the file: v:\scielo\serial\rsp\v48n5\PubMed\rsp-v48n5.xml.

_images/xml2pubmed_chosen_folder.png

Or execute it on a terminal:

_images/xml2pubmed_terminal.png

Optionally informing the from date

_images/xml2pubmed_terminal_from_date.png
SciELO PC-Programs (Português)

SciELO XML to PubMed XML

Program to export XML to PubMed, according to http://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK3828/, using SciELO XML (SciELO Publishing Schema).

How to execute

Double clicking on c:\scielo\bin\xml\xml_pubmed.py

_images/xml2pubmed_window.png

Select the issue folder

_images/xml2pubmed_chose_folder.png

Only if issue is published on batches, such aop or rolling pass, you should inform from date to generate XML for the article published from this date to the current date.

Then click on OK button.

According to the example, the program will create the file: v:\scielo\serial\rsp\v48n5\PubMed\rsp-v48n5-20160510-20160523.xml, containing articles which have epub date between 20160510 and the current date.

_images/xml2pubmed_from_date.png

If it is not an issue published on batches, click on OK button. According to the example, the program will create the file: v:\scielo\serial\rsp\v48n5\PubMed\rsp-v48n5.xml.

_images/xml2pubmed_chosen_folder.png

Or execute it on a terminal:

_images/xml2pubmed_terminal.png

Optionally informing the from date

_images/xml2pubmed_terminal_from_date.png
SciELO PC-Programs (Português)

Markup Program

Markup program is a desktop Application (macro in Microsoft Office Word), to identify bibliographic elements in documents, according to SciELO DTD for article and for text, based on standard ISO 8879-1986 (SGML - Standard Generalized Markup Language) and ISO 12083-1994 (Electronic Manuscript Preparation and Markup). Nowadays there is a new SciELO DTD: doc. It is simpler than article and text because there are less levels, but by the other hand, there are more elements to identify. It must be used to identify the elements to generate XML according to SPS.

Functionalities

How to open

Use the Windows menu to open the program.

_images/scielo_menu_markup.png

Or use Windows Explorer and click on markup.exe:

c:\scielo\bin\markup\markup.exe

Word Program location

Markup Program will try to open the Microsoft Office Word Program. If it is unable to open it, inform the correct path of Microsoft Office Word Program.

_images/markup_word_path.jpg

Or edit, c:\scielo\bin\markup\start.mds, inserting the Microsoft Office Word path. E.g.:

“c:\arquivos de programas\microsoft office\office11\winword.exe”

Enabling macro execution

Markup Program requires permission to run macros

_images/markup_2007_habilitar_macros.jpg

Markup button

If Word program opens properly, Markup bar will appear at the bottom of the screen.

_images/markup_botao_markup.jpg

From Word 2007, it is different. The Markup bar will appear inside the Supplement group.

_images/markup_2007_botao_suplementos.jpg

Loading macro manually

If there is no Markup button. You can try to load the macro manually.

Select the Tools->Supplements and Models option of the menu.

_images/markup_habilitarmacro.jpg

Remove the incorrect item and inform the right path corresponding to c:\scielo\bin\markup\markup.prg.

_images/markup_habilitarmacro2.jpg

Overview

  1. Open only one file of article or a text file (.doc or .html).
  2. Click on Markup button.
  3. Click on Markup DTD-SciELO.
  • white: operations over the document: edit or eraser a tag and automatic markup
  • orange: floating tags, which can be used in any part of the document
  • green: tags which requires an hierarchical structure
_images/markup_barras.jpg

From Word 2007, all these tags bars are grouped in Supplements.

_images/markup_2007_posicao_das_barras.jpg

Operations bar

_images/markup_operations_bar.png

Exit button

_images/markup_operations_bar_exit.jpg

To exit the program, click on Exit button.

Choose one of the options bellow.

_images/markup_exit_message.png

Edition tag’s attribute button

_images/markup_operations_bar_edit.jpg

To edit attributes of an element, click on the element name, then click on the edit button (pencil). Edit the values of the attributes, then confirm this action.

Delete tag button

_images/markup_operations_bar_del.jpg

To delete one element and its attributes, click on the element name, then click on the delete button. The program will ask to confirm this action.

Save file button

_images/markup_operations_bar_save.jpg

To save the file, click on the save button.

Automata 1 button

_images/automata1.jpg

To identify automatically the elements of the bibliographic references:

It requires that the journal has an automata file (read how to program an automata), which configures the rules to identify the references elements.

  1. Click on a paragraph of one bibliographic reference
  2. Click on the Automata 1 button.

This action will activate a tool which will try to identify automatically the bibliographic reference elements. The tool will present the several possibilities of identification. Choose the correct one.

_images/automata1b.jpg

Automata 2 Button

_images/automata2.jpg

To identify automatically a set of bibliographic references (available only for Vancouver standard).

  1. Select one or more bibliographic references
_images/markup_automata2_select.jpg
  1. Click on the Automata 2 button.

The program will try to identify all the references, keeping the original reference identified as [text-ref]. Thus the user can compare the original to the detailed identification in order to check if the reference was properly identified, and correct it, if necessary.

_images/markup_automata2_marcado.jpg

Automata 3 button

_images/automata3.jpg

To identify automatically the elements of the bibliographic references:

It requires that the journal has to adopt a standard (APA, Vancouver, ABNT, ISO)

  1. Click on a paragraph of one bibliographic reference
  2. Click on the Automata 3 button.

This action will activate a tool which will try to identify automatically the bibliographic reference elements. The tool will present the several possibilities of identification. Choose the correct one.

_images/automata1b.jpg

Save button

_images/markup_operations_bar_save.jpg

Click on this button to save the document.

SGML Parser button

_images/markup_operations_bar_parser.jpg

Click on this button to validate the SGML Markup. It will convert the file to .txt and will open it in the SGML Parser program.

Generate XML button

_images/markup_operations_bar_xml.jpg

After identifying all the elements of the document, click on this button to generate the XML file.

Files and DTD errors report button

_images/markup_operations_bar_err_report.jpg

Click on this button to view the report of files and DTD errors.

SciELO Style Checker report button

_images/markup_operations_bar_xml_style_report.jpg

Click on this button to view the report of SciELO Style Checker.

Contents Validations report button

_images/markup_operations_bar_data_val_report.jpg

Click on this button to view the report of Contents Validations.

PMC Style Checker report button

_images/markup_operations_bar_pmc_style_report.jpg

Click on this button to view the report of PMC Style Checker.

View Markup button

The operations bar would be presented with some buttons unavailable when any report is displayed.

_images/markup_operations_bar_reports.png

Click on this button to view the SGML file.

_images/markup_operations_bar_view_markup.jpg

Floating tags bar

The floating tags are for the elements which appear in any part of the document.

_images/markup_bar_floating.png

Hierarchical tags bar

This bar groups the elements which follow an hierarchical structure.

The highest level are doc, article, text.

_images/markup_inicial.png

Tag

  1. Select the text you want to identify.
  2. Click on the tag button which identifies the text. For example: to identify the first name of an author, select the text corresponding to the first name, then click on fname.
  3. Some elements have attributes. Complete the form with the values of their attributes.
  4. Some elements have children (agroup other elements). As it is identified, the bar of the lower level is displayed.

Read the SciELO Markup Elements and Attributes

Navigation

The down and up arrows button are used to navigate between the levels.

_images/markup_barra_hierarquica2.jpg

For example:

Down

Bar of front element

_images/markup_barra_front.jpg

Bar of front element’s children

_images/markup_barra_titlegrp.jpg

Bar of titlegrp element’s chidren

_images/markup_barra_title.jpg

Up

_images/markup_barra_title_sobe.jpg _images/markup_barra_titlegrp_paracima.jpg _images/markup_barra_front_0.jpg

Error messages

  1. The user has not filled the attribute field with a valid value
_images/markup_msg_invalid_value_for_attribute.jpg
  1. The user clicked on a tag which is not allowed in a incorrect place (it is not according to the DTD).
_images/markup_msg_inserting_tag.png

The selected text is inside title and the user clicks on authgrp, which is not allowed inside title.

_images/markup_msg_inserting_tag.jpg

This message is also displayed if the selected text contains tags or part of tags.

_images/markup_msg_inserting_tag_03.png

Last update of this page: July 2015

SciELO PC-Programs (Português)

SGML Parser

SGML Parser is a desktop application (Visual Basic, C and sp120.dll library), to validate if the document was identified according to DTD SciELO.

This program can be executed:

  1. from Markup
  2. Embedded in Converter, for internal use, to analyze and get the value of the elements and their attributes.
  3. as stand-alone application

Executed from Markup Program

_images/markup_operations_bar.png

To execute the SGML Parser from Markup, click on the button:

_images/markup_operations_bar_parser.jpg

The file, which is open in the Markup program, is saved as .txt and is open in SGML Parser program.

_images/parser_open_file.jpg

Executed embedded in Converter

Converter uses SGML Parser to validate the files but also to get the identified contents, in order to load them in the database.

During this process, some markup errors can be found. To view the errors:

  1. open the SGML Parser program as stand-alone application
  2. open the *.sci file
  3. execute the program

Executed as stand-alone application

Open the SGML Parser program using the Windows menu.

_images/scielo_menu.png _images/parser_openFile.jpg _images/parser_openFile2.jpg _images/parser_openFile3.jpg _images/parser_openFile4.jpg

Configuration

Access the Menu and select Configuration option.

_images/parser_config.jpg

The options below must be checked:

  • Add ignore markup to document
  • Add SGML declaration to document

The other fields, for:

_images/parser_configuration.jpg

Document analysis

After the configuration, the user have to click on Parse menu option in order to analyze the document.

_images/parser_parse.jpg

If everything is correct, the message bellow is presented:

_images/parser_noerror.jpg

Then, the user can exit the program.

If there are errors, the SGML Parser will indicate the line and the error type occured. In this case, the user must go back to Markup program, make corrections, then repeat the procedure of using SGML Parser until there is no error.

_images/parser_error1.jpg
SciELO PC-Programs (Português)

XML Package Maker (XPM)

It is a tool to generate XML packages for SciELO and PMC.

How to use

Use the Windows menu to open the program.

_images/scielo_menu_xpm.png _images/xpm_gui.png

Select the folder which contains XML package files

_images/xpm_gui_selected_folder.png

Press XML Package Maker.

Or, to execute Package Maker via command line, open the terminal and go to the folder where the program is installed:

_images/mkp-pkm-dos.jpg

Then type:

python xml_package_maker.py <xml_package_folder>
_images/mkp-pm-cmd.jpg

Results

  • XML files for SciELO (scielo_package and/or scielo_package_zips folders)
  • XML files for PMC (pmc_package folder)
  • report files (errors folder)

The output folder (0103-2070-ts-08-02_xml_package_maker_result) is generated in the same folder in which contains the input folder (0103-2070-ts-08-02)

_images/xpm_result_folders.png

Reports

After finishing the processing the reports are displayed in a Web browser.

Switch between the tabs.

Summary report

Validations Statistics

Presents the total of fatal errors, errors, and warnings, found in the whole package.

FATAL ERRORS
represents errors related to Bibliometrics Indicators.
ERRORS
represents other types of errors
WARNINGS
represents something that needs more attention
_images/xpm_report.png

Detail report

Detail report - package validations

Fist of all, XPM validates some package’s data:

  • Some data must have same value in all the XML files, such as:
  • journal-title
  • journal id NLM
  • journal ISSN
  • publisher name
  • issue label
  • issue pub date
  • Some data must have unique value in all the XML files, such as:
  • doi
  • elocation-id, if applicable
  • fpage and fpage/@seq
  • order (used to generated article PID)

Example of fatal error because of different values for publisher-name.

_images/xml_reports__toc_fatal_error_required_equal_publisher.jpg

Example of fatal error because of different values for pub-date.

_images/xml_reports_toc_fatal_error_required_equal_date.png

Example of fatal error because unique value is required

_images/xml_reports_toc_fatal_error_unique.png.jpg

Detail report - documents’ validations

Presents the documents in a table.

The columns order, aop pid, toc section, @article-type are hightlighted because contains important data.

The column reports contains buttons to open/close the detail reports of each document.

Each row has the document’s data

_images/xpm_report_detail.png

Detail report - Validations

Click on Data Quality Control to view the problems. The detail report is displayed below the row

_images/xpm_report_detail_validations.png

Folders/Files

Displays the files/folders which are inputs and outputs.

_images/xpm_report_folder.png

Overview report

Overview report - languages

Displays the elements which contains @xml:lang.

_images/xpm_report_overview_lang.png

Overview report - dates

Displays the dates found in the document: publication and history. Displays the spent time between received and accepted, accepted and published, accepted and the present date.

_images/xpm_report_overview_date.png

Overview report - affiliations

_images/xpm_report_overview_aff.png

Overview report - references

_images/xpm_report_overview_ref.png

Sources report

_images/xpm_report_sources.png _images/xpm_report_sources_journals.png _images/xpm_report_sources_books.png _images/xpm_report_sources_others.png
SciELO PC-Programs (Português)

Instalação

SciELO PC-Programs (Português)

Workflow of article in HTML / article or text DTD

How to generate SGML files (article and text DTD)

Files specifications

Files location

Organize the files according to this files/folders structure.

files for Markup
/scielo/serial/<acron>/<issue_identification>/markup
body
/scielo/serial/<acron>/<issue_identification>/body
images
/scielo/serial/<acron>/<issue_identification>/img
pdf
/scielo/serial/<acron>/<issue_identification>/pdf

For instance:

_images/concepts_serial_abc.jpg

Input files for Markup

You must not have /scielo/bin/markup/markup_journals_list.csv. If you do, delete it.

Instead, you must have:

  • ??_issue.mds: updated/created as any issue number’s data is updated/created
  • issue.mds: updated/created as any issue number’s data is updated/created
  • journal-standard.txt: updated/created as any journal’s data is updated/created

These files are generated by Title Manager or SciELO Manager.

Markup

Use Markup Program.

SciELO PC-Programs (Português)

Como Produzir e Validar Artigos em XML?

Inglês | Espanhol.

SciELO PC-Programs (Português)

Preparação de arquivos para o programa Markup

Introdução

Antes de iniciar o processo de marcação, é necessário seguir alguns passos para preparação do arquivo que será marcado. Veja abaixo os requisitos para a marcação do documento:

  • Os arquivos devem estar em formato Word (.doc) ou (.docx).
  • A estrutura de pastas deve seguir o padrão SciELO
  • Os arquivos devem ser formatados de acordo com a Formatação SciELO.

Note

A nomeação dos arquivos que serão trabalhados não deve conter espaços, acentos ou caracteres especiais.

Arquivos de entrada para o Markup

Periódicos do SciELO.org

Somente se estiver trabalhando com um periódico do SciELO.org, use o menu para atualizar a lista de periódicos.

_images/scielo_menu_download_journals.png

Selecione a coleção:

_images/download_journals_data.png

Outros periódicos

Não deve existir o arquivo /scielo/bin/markup/markup_journals_list.csv. Se existe, apague-o.

No lugar, deve existir:

  • ??_issue.mds: atualizado/criado assim que qualquer dado de número é criado ou atualizado
  • journal-standard.txt: atualizado/criado assim que qualquer dado de periódico é criado ou atualizado

Estes arquivos são gerados pelo programa Title Manager ou SciELO Manager.

Note

Title Manager gera estes arquivos em /scielo/bin/markup no computador onde é executado. Então, se o Markup será usado em outro computador, é necessário copiar estes arquivos para o computador onde ele será executado.

Estrutura de pastas

Antes de iniciar a marcação, é necessário garantir que a estrutura de pastas esteja como segue:

_images/doc-mkp-estrutura.jpg

Veja que dentro da pasta markup_xml foram inseridas duas pastas, no mesmo nível:

  • src: utilizada para inserir os arquivos PDF, mídia, ativos digitais (imagens, tabelas etc) e suplementos.
  • scielo_markup: utilizada para inserir os arquivos .doc ou .docx.

Note

Se a recomendação de estrutura apresentada acima não for seguida, o processo de marcação não será iniciado.

Pasta src

Os arquivos referenciados no arquivo marcado, ou seja, aqueles identificados em href, devem estar na pasta src e devem ser nomeados da mesma forma no .doc (ou .docx). Nessa pasta também devem ser inseridos todos os arquivos que farão parte do pacote final, nas extensões desejadas.

Exemplo:

Em scielo_markup, há o arquivo a01.doc, que corresponde ao artigo 1.

Em src, devem ficar os seus arquivos relacionados, inclusive PDF.

A nomeação destes arquivos deve seguir a regra:

Figura

  • Mesmo nome do arquivo .doc (sem a extensão) + f + identificação da figura + extensão do arquivo de imagem; ou
  • Mesmo nome do arquivo .doc (sem a extensão) + fig + identificação da figura + extensão do arquivo de imagem.

Exemplo: a01f01.svga01f01.tiffa01f01.jpga01f01.png, …

Tabela

  • Mesmo nome do arquivo .doc (sem a extensão) + t + identificação da tabela + extensão do arquivo de imagem; ou
  • Mesmo nome do arquivo .doc (sem a extensão) + tab + identificação da tabela + extensão do arquivo de imagem.
  • Mesmo nome do arquivo .doc (sem a extensão) + t

Exemplo: a01t01.svga01t01.tiffa01t01.jpga01t01.png, …

Tabela codificadas em XHTML

  • Mesmo nome do arquivo .doc (sem a extensão) + t + identificação da tabela + extensão do arquivo html;
  • Mesmo nome do arquivo .doc (sem a extensão) + tab + identificação da tabela + extensão do arquivo html;

Exemplo: a01t01.htmla01tab01.html, …

Note

No caso de SciELO Brasil, a codificação da tabela é obrigatória.

Equation

  • Mesmo nome do arquivo .doc (sem a extensão) + eq + identificação da equação + extensão do arquivo de imagem; ou
  • Mesmo nome do arquivo .doc (sem a extensão) + frm + identificação da equação + extensão do arquivo de imagem; ou
  • Mesmo nome do arquivo .doc (sem a extensão) + form + identificação da equação + extensão do arquivo de imagem.

Exemplo: a01eq1.svga01eq1.tiffa01eq1.jpga01eq1.pnga01eq1.gif, …

Note

No caso de SciELO Brasil, a codificação de equações é obrigatória.

No arquivo marcado, o Markup rotula automaticamente os objetos gráficos, identificando-os da seguinte forma [graphic href=”?a01”] {elemento gráfico fica aqui} [/graphic]. Este valor não deve ser alterado, pois desta forma, o Markup é capaz de associar esta referência com os arquivos localizados na pasta src.

Note

As imagens dos artigos devem estar disponíveis no arquivo .doc, preferencialmente em formato .jpeg e .png.

_images/src_img_report_01.png

O Markup também renomeia as imagens para o padrão já estabelecido.

_images/src_img_report_02.png

No entanto, quando os arquivos correspondentes na pasta src não existem, o Markup exporta a imagem inserida no próprio arquivo .doc, mas há perda da qualidade da imagem. Recomenda-se, então, que as imagens de boa qualidade estejam na pasta src antes da geração do XML.

O relatório indica de onde as imagens foram obtidas, se da pasta src ou extraídas do arquivo marcado .doc.

_images/src_img_report_03.png

O Markup também ajusta automaticamente o nome dos arquivos no XML.

_images/src_img_report_04.png

Formatação do arquivo

Para otimizar o processo de marcação dos elementos básicos do arquivo, é necessário seguir o padrão de Formatação SciELO disponível abaixo:

Instruções para formatação de dados básicos do artigo:

  • Linha 1: inserir número de DOI, caso não exista começar pela seção do sumário;
  • Linha 2: inserir a seção do sumário, caso não exista deixar linha em branco;
  • Linha 3: título do artigo;
  • Linhas seguintes: Títulos traduzidos do arquivo;
  • Para separar autores de título, pular uma linha;
  • Cada autor deve estar em uma linha separada e ter o label de sua afiliação sbrescrito para que o programa consiga fazer a identificação automática;
  • Pular 1 linha para separar autores de afiliações;
  • Cada afiliação deve estar em uma linha separada e ter o label de sua afiliação sbrescrito para que o programa consiga fazer a identificação automática;
  • Pular 1 linha para separar afiliação de resumos;
  • O título do resumo deve estar em negrito em um parágrafo. O resumo deve começar no parágrafo seguinte;
  • No caso de resumos estruturados, título da seção em negrito e cada seção em um parágrafo;
  • O título do grupo de palavras-chave: deve estar em negrito. As palavras-chave devem ser separadas por vírgula ou ponto e vírgula;
  • Seções: negrito, 16 pt;
  • Subseções: negrito, 14 pt;
  • Subseção de subseção: negrito, 13 pt;
  • Texto: formatação livre;
  • Para tabelas, label e legenda devem estar na linha antes do corpo da tabela; e as notas de tabela após o corpo da tabela;
  • Separador de label e legenda: dois-pontos e espaço ou espaço + hífen + espaço ou ponto + espaço;
  • Para tabelas codificadas, o cabeçalho deve estar em negrito;
  • A citação do tipo autor/data no corpo do texto deve ser: sobrenome do autor, ano;
  • Para citação no sistema numérico no corpo do texto: número entre parênteses e sobrescrito;
  • Notas de rodapé no corpo do texto: se identificadas com número devem estar em sobrescrito, mas não entre parênteses;
  • Citação direta longa (quote): recuo de 4 cm da margem esquerda.

Exemplo:

Dados iniciais:

_images/doi.png

Autores e afiliação:

_images/autores.png

Resumo simples + palavras-chave:

_images/resumo-simples.png

Resumo estruturado + palavras-chave:

_images/resumo-estruturado.png

Figuras:

_images/ex-img.png

Tabelas:

_images/tabelas.png

Citação do tipo autor/data:

img/cit-data.png

Citação numérica:

_images/cit-num.png

Citação direta longa:

_images/cit-direta.png
SciELO PC-Programs (Português)

Como usar o Markup

Introdução

Este manual tem como objetivo apresentar o uso do programa de marcação Markup

Sugestão de Atribuição de “ID”

O atributo “ID” é usado para identificar alguns elementos, tornando possível estabelecer referências cruzadas entre sua chamada no decorrer do texto e o elemento em si, como figuras, tabelas, afiliações etc. Para composição do “ID” combine o prefixo do tipo do elemento e um número inteiro, como segue:

Elemento XML Descrição Prefixo Exemplo
aff Afiliação aff aff1, aff2, …
app Apêndice app app1, app2, …
author-notes/fn | fn-group/fn Notas de rodapé do artigo fn fn1, fn2, …
boxed-text Caixa de texto bx bx1, bx2, …
corresp Correspondência c c1, c2, …
def-list Lista de Definições d d1, d2, …
disp-formula Equações e e1, e2, …
fig Figuras f f1, f2, …
glossary Glossário gl gl1, gl2, …
media Media m m1, m2, …
ref Referência bibliográfica B B1, B2, …
sec Seções sec sec1, sec2, …
sub-article sub-artigo S S1, S2, …
supplementary-material Suplemento suppl suppl1, suppl2, …
table-wrap-foot/fn Notas de rodapé de tabela TFN TFN1, TFN2, …
table-wrap Tabela t t1, t2, …

Dados Básicos

Estando o arquivo formatado de acordo com o manual Preparação de Arquivos para o Programa Markup e aberto no programa Markup, selecione a tag [doc]:

_images/doc-mkp-formulario.jpg

Ao clicar em [doc] o programa abrirá um formulário para ser completado com os dados básicos do artigo:

Ao selecionar o periódico no campo “collection/journal” o programa preencherá alguns dados automaticamente, tais como: ISSNs, título abreviado, acrônimo, entre outros. Os demais dados serão preenchidos manualmente, de acordo com as orientações abaixo:

Campo Descrição
license Se não for inserido automaticamente, preencher com a URL da licença Creative Commons adotada pelo periódico. Consultar licenças em: http://docs.scielo.org/projects/scielo-publishing-schema/pt_BR/latest/tagset/elemento-license.html
volid Inserir volume, se houver. Para ahead of print, não incluir volume
supplvol Caso seja um suplemento de volume incluir sua parte ou número correspondente. Por exemplo, para o vol.12 supl.A, preencha esse campo com “A”
issueno Insira o número do fascículo. Caso seja um artigo para publicação em ahead of print, insira “ahead” neste campo
supplno Caso seja um suplemento de fascículo, incluir sua parte ou número correspondente. Por exemplo, para o n.37, supl.A, preencha esse campo com “A”
isidpart Usar em casos de press release, incluindo a sigla “pr”
dateiso Data de publicação formada por ano, mês e dia (YYYYMMDD). Preencher sempre com o último mês da periodicidade. Por exemplo, se o periódico é bimestral preencher “20140600”. Use “00” para mês e dia nos casos em que não são identificados. Por exemplo: “20140000”
month/season Entre o mês ou mês inicial + barra + mês final, em inglês (três letras) e ponto, exceto para MayJune e July. Por exemplo: May/JuneJuly/Aug.
fpage Número da primeira página do documento. Para artigo em ahead of print, incluir “00”
@seq Para artigos que iniciam na mesma página de um artigo anterior, incluir a sequência com letra. Por exemplo: “23b”
lpage Inserir o número da última página do documento
elocatid Incluir paginação eletrônica. Neste caso não preencher fpage e lpage
order (in TOC) Incluir a ordem do artigo no sumário do fascículo. Deve ter, no mínimo, dois dígitos. Por exemplo, se o artigo for o primeiro do sumário, preencha este campo com “01” e assim por diante
doctopic* Informar o tipo de documento a ser marcado. Por exemplo: artigo original, resenha, carta, comentário etc. No caso de ahead of print, incluir sempre o tipo “artigo original”, exceto para errata
language* Informe o idioma principal do texto a ser marcado
sps-version* Identifica a versão do SciELO Publishing Schema (http://docs.scielo.org/projects/scielo-publishing-schema/pt_BR/latest/) usada no processo de marcação (a versão atual é 1.5)
artdate (rolling) Obrigatório completar com a data formada por ano, mês e dia (YYYYMMDD) quando for um artigo de um periódico que usa o modelo de publicação contínua, onde os artigos são publicados à medida em que ficam prontos
ahpdate Indicar a data de publicação de um artigo publicado em ahead of print

Note

Os campos que apresentam um asterisco ao lado são obrigatórios.

Front

Tendo preenchido todos os campos, ao clicar em “Ok” será aberta uma janela perguntando se o arquivo está na formatação adequada para efetuar a marcação automática:

_images/doc-mkp-mkp-automatic.jpg

Ao clicar em “Sim”, o programa efetuará a marcação automática dos elementos básicos do documento.

_images/doc-mkp-mkp--auto.jpg

Note

Caso o arquivo não esteja na formatação recomendada em Preparação de Arquivos para o Programa Markup, o programa não identificará corretamente os elementos.

Após a marcação automática é necessário completar a marcação dos elementos básicos.

Doctitle

Confira o idioma inserido em [doctitle] para títulos traduzidos e se necessário, corrija. Para corrigir, selecione a tag cujo atributo precisa ser corrigido e clique no botão “Markup: Editar atributos” (lápis) para editá-lo:

_images/doc-mkp-language-doctitle.jpg

Faça o mesmo para os demais títulos traduzidos.

Autores

Alguns autores apresentam mais que um label ao lado do nome, porém o programa não faz a marcação automática de mais que um label. Para isso, selecione o label do autor e o identifique com o elemento [xref].

_images/doc-mkp-xref-label.jpg

Por se tratar de referência cruzada (xref) de afiliação, o tipo de xref (ref-type) selecionado foi o “affiliation” e o rid (relacionado ao “ID”) “aff3” para relacionar o label 3 à afiliação correspondente.

O programa Markup não faz a marcação automática de função de autor como, por exemplo, o cargo exercido. Para isso é necessário selecionar a informação que consta ao lado do nome do autor, ir para o nível inferior do elemento [author] e identificar esse dado com a tag [role]. Veja:

_images/doc-mkp-role-author.jpg_images/doc-mkp-mkp-role-author.jpg

Note

O programa não identifica automaticamente símbolos ou letras como label, que devem ser marcados manualmente, observando o tipo de referência cruzada a ser incluída.

Sig-block

Geralmente arquivos Editoriais, Apresentações etc possuem ao final do texto a assinatura do autor ou editor. Para identificar a assinatura do autor, seja em imagem ou texto, é necessário selecionar a assinatura e identificar com a tag [sigblock] (no nível inferior da tag [xmlbody]):

_images/mkp-sigblock-select.jpg

Após isso, selecione apenas a assinatura e faça a identificação com a tag [sig]:

_images/mkp-sigblock-sig.jpg

Note

Algumas assinaturas apresentam ao lado o cargo ou função do autor. Para a identificação de [sig], não considerar a função.

Faça então a idenficação da assinatura, identificando [fname] e [surname]. Abaixo o resultado da identificação de assinatura do autor/editor:

_images/mkp-result-sigblock.jpg

On Behalf

O elemento [on-behalf] é utilizado quando um autor exerce papel de representante de um grupo ou organização. Para identificar esse dado, verifique se a informação do representante do grupo está na mesma linha do autor. Exemplo:

Fernando Augusto Proietti 2 Interdisciplinary HTLV Research Group

O programa identificará o autor “Fernando Augusto Proietti” da seguinte forma:

_images/mkp-on-behalf.jpg

Agora selecione o nome do grupo ou organização e identifique com a tag: [onbehalf]:

_images/mkp-tag-onbehalf.jpg

Contrib-ID

Autores que apresentam registro no ORCID ou no Lattes devem inserir o link de registro ao lado do nome, após o label do autor:

_images/mkp-contrib-id.jpg

Ao fazer a marcação de [doc] o programa identificará automaticamente todos os dados iniciais do documento, inclusive marcará em [author] o link de registro do autor. Ainda que o programa inclua o link na tag [author], será necessário completar a marcação desse dado.

Para isso, entre no nível de [author], selecione o link do autor e clique em [author-id]. Na janela aberta pelo programa, selecione o tipo de registro do autor: se lattes ou ORCID e clique em “Continuar”.

_images/mkp-marcando-id-contrib.jpg

Afiliações

O programa Markup faz a identificação apenas de grupo de dados de cada afiliação com o elemento [normaff], ou seja, o detalhamento das afiliações não é feito automaticamente. Complete a marcação de afiliações identificando: instituição maior [orgname], divisão 1 [orgdiv1], divisão 2 [orgdiv2], cidade [city], estado [state] (esses 4 últimos, se presentes) e o país [country].

Para fazer a identificação dos elementos acima vá para o nível inferior do elemento [normaff] e faça o detalhamento de cada afiliação.

_images/doc-mkp-detalhamento-aff.jpg

Após o detalhamento de afiliações, será necessário verificar se a instituição marcada e país correspondente possuem forma normalizada pelo SciELO. Para isso, selecione o elemento [normaff] e clique no botão “Markup: Editar atributos” (lápis) para editar os atributos. O programa abrirá uma janela para normalização dos elementos indicados nos campos em branco.

_images/doc-mkp-normalizacao-aff.jpg

No campo “icountry” selecione o país da instituição maior (orgname), em seguida clique em “find” para encontrar a instituição normalizada. Ao fazer esse procedimento, o programa Markup consultará nossa base de dados de instituições normalizadas e verificará se a instituição selecionada consta na lista.

_images/doc-mkp-normalizadas.jpg_images/doc-mkp-aff.jpg

Note

Faça a busca pelo idioma de origem da instituição, exceto para línguas não latinas, quando a consulta deverá ser feita em inglês. Caso a instituição não exista na lista do Markup, selecione o elemento “No match found” e clique em “OK”.

Resumos

Os resumos devem ser identificados manualmente. Para marcação de resumos simples (sem seções) e para os resumos estruturados (com seções) utilizar o elemento [xmlabstr]. Na marcação, selecione o título do resumo e o texto e em seguida marque com o botão [xmlabstr].

Resumo sem Seção:

Selecionando:

_images/doc-mkp-select-abstract-s.jpg

Quando clicar em [xmlabstr] o programa abrirá uma janela onde deve-se selecionar o idioma do resumo marcado:

Marcação:

_images/doc-mkp-idioma-resumo.jpg

Resultado:

_images/doc-mkp-mkp-abstract.jpg

Já em resumos estruturados, o programa também marcará cada seção do resumo e seus respectivos parágrafos.

Resumo com Seção:

Siga os mesmos passos descritos para resumo sem seção:

Selecionando:

_images/doc-mkp-select-abstract.jpg

Marcação:

_images/doc-mkp-idioma-abstract.jpg

Resultado:

_images/doc-mkp-mkp-resumo.jpg

Keywords

O programa Markup apresenta dois botões para identificação de palavras-chave, [*kwdgrp] e [kwdgrp]. O botão [*kwdgrp], com asterisco, é utilizada para identificação automática de cada palavra-chave e do título. Para isso, selecione toda a informação – inclusive o título – e identifique os dados com o elemento [*kwdgrp].

Marcação Automática:

Selecionando:

_images/doc-mkp-select-kwd.jpg

Ao clicar em [*kwdgrp] o programa abrirá uma janela para seleção do idioma das palavras-chave marcadas:

Marcação:

_images/doc-mkp-mkp-kwd.jpg

Resultado:

_images/doc-mkp-kwd-grp.jpg

Marcação Manual:

Caso a marcação automática não ocorra conforme o esperado, pode-se marcar o grupo de palavras-chave manualmente. Selecione o grupo de palavras-chave e marque com o elemento [kwdgrp].

Marcação:

_images/doc-mkp-selection-kwd-s.jpg

Em seguida, faça a identificação de item por item. Para tanto, selecione o título das palavras-chave e identifique com o elemento [sectitle]:

_images/doc-mkp-sec-kwd.jpg

Na sequência, selecione palavra por palavra e marque com o elemento [kwd]:

_images/doc-mkp-kwd-kwd.jpg

Note

Quando estiver fazendo a marcação manual das palavras-chave, note que o separador não deverá ser inserido dentro da tag [kwd] .

History

O elemento [hist] é utilizado para marcar o histórico do documento. Selecione todo o dado de histórico e marque com o elemento [hist]:

_images/doc-mkp-hist-select.jpg

Selecione, então, a data de recebimento e marque com o elemento [received]. Confira a data ISO indicada no campo “dateiso” e corrija, se necessário. A estrutura da data ISO esperada nesse campo é ANO MÊS DIA. Veja:

_images/doc-mkp-received.jpg

Caso haja a data de revisão, selecione-a e marque com o elemento [revised]. Faça o mesmo para a data de aceite, selecionando o elemento [accepted]. Confira a data ISO indicada no campo “dateiso” e corrija, se necessário.

_images/doc-mkp-accepted.jpg

Correspondência

Com o elemento [corresp] é possível marcar os dados de correspondência do autor. Esse elemento possui um subnível para identificação do e-mail do autor. Selecione toda a informação de correspondência e marque com o elemento [corresp]. Será apresentada uma janela para marcação do ID de correspondência que, nesse caso, deve ser “c” + o número de ordem da correspondência.

_images/doc-mkp-corresp-select.jpg

Selecione o e-mail do autor correspondente e marque com o elemento [email].

_images/doc-mkp-email-corresp.jpg

Ensaio Clínico

Arquivos que apresentam informação de ensaio clínico com número de registro, devem ser marcados com o elemento [cltrial]:

_images/doc-mkp-tag-cltrial.jpg

Na janela aberta pelo programa, preencha o campo de URL da base de dados onde o Ensaio foi indexado no campo “cturl” e preencha o campo “ctdbid” selecionando a base correspondente. Para encontrar a URL do ensaio clínico faça uma busca na internet pelo número de registro.

_images/doc-mkp-clinicaltr.jpg

Resultado:

_images/doc-mkp-ensaio.jpg

Note

Comumente a informação de Ensaio clínico está posicionada abaixo dos resumos ou palavras-chave.

Referências

As referências bibliográficas são marcadas elemento a elemento e seu formato original é mantido para apresentação no site do SciELO.

O programa marcará todas as referências selecionadas com o elemento [ref] do tipo [book]. A alteração do tipo de referência será manual ou automática, dependendo do tipo de elemento marcado, conforme será observado mais adiante.

_images/doc-mkp-select-refs-mkp.jpg_images/doc-mkp-mkp-refs.jpg

Tipos de Referências

A partir da marcação feita, alguns tipos de referência serão alterados automaticamente sem intervenção manual (ex.: tese, conferência, relatório, patente e artigo de periódico); já para os demais casos, será necessária a alteração manual. Para alterar o tipo de referência clique no elemento [ref], em seguida, no lápis “Editar Atributos” e em “reftype” para selecionar o tipo correto.

_images/doc-mkp-edit-ref-type.jpg_images/doc-mkp-ref-editado-legal-doc.jpg

Recomenda-se a edição de “reftype” somente após marcar todos os elementos da [ref], pois dependendo dos elementos marcados o “reftype” pode ser alterado automaticamente pelo Markup.

Note

Uma referência deve ter sua tipologia sempre baseada no seu conteúdo e nunca no seu suporte. Por exemplo, uma lei representa um documento legal, portanto o tipo de referência é “legal-doc”, mesmo que esteja publicado em um jornal ou site. Uma referência de artigo de um periódico científico, mesmo que publicado em um site possui o tipo “journal”. É importante entender estes aspectos nas referências para poder interpretar sua tipologia e seus elementos. Nem toda referência que possui um link é uma “webpage”, nem toda a referência que possui um volume é um “journal”, livros também podem ter volumes.

Abaixo seguem os tipos de referência suportados por SciELO e a marcação de cada [ref].

Thesis

Utilizada para referenciar monografias, dissertações ou teses para obtenção de um grau acadêmico, tais como livre-docência, doutorado, mestrado, bacharelado, licenciatura etc. A seleção do elemento [thesgrp] determinará a alteração do tipo [book] para [thesis]. Ex:

PINHEIRO, Fernanda Domingos. Em defesa da liberdade: libertos e livres de cor nos tribunais do Antigo Regime português (Mariana e Lisboa, 1720-1819). Tese de doutorado, Departamento de História, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, 2013
_images/doc-mkp-ref-thesis.jpg

Confproc

Utilizada para referenciar documentos relacionados à eventos: atas, anais, convenções, conferências entre outros. Ao marcar o elemento [confgrp] o programa alterará o tipo de referência para [confproc]. Ex.:

FABRE, C. Interpretation of nominal compounds: combining domain-independent and domain-specific information. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON COMPUTATIONAL LINGUISTICS (COLING), 16, 1996, Stroudsburg. Proceedings… Stroudsburg: Association of Computational Linguistics, 1996. v.1, p.364-369.
_images/doc-mkp-ref-confproc.jpg

Report

Utilizada para referenciar relatórios técnicos, normalmente de autoria institucional. Ao marcar o elemento [reportid] o programa alterará o tipo de referência para [report]. Ex.:

AMES, A.; MACHADO, F.; RENNÓ, L. R. SAMUELS, D.; SMITH, A.E.; ZUCCO, C. The Brazilian Electoral Panel Studies (BEPS): Brazilian Public Opinion in the 2010 Presidential Elections. Technical Note No. IDB-TN-508, Inter-American Development Bank, Department of Research and Chief Economist, 2013.
_images/doc-mkp-ref-report.jpg

Note

Nos casos em que não houver número de relatório, a alteração do tipo de referência deverá ser feita manualmente.

Patent

Utilizada para referenciar patentes; a patente representa um título de propriedade que confere ao seu titular o direito de impedir terceiros explorarem sua criação.. Ex.:

SCHILLING, C.; DOS SANTOS, J. Method and Device for Linking at Least Two Adjoinig Work Pieces by Friction Welding, U.S. Patent WO/2001/036144, 2005.
_images/doc-mkp-patent.jpg

Book

Utilizada para referenciar livros ou parte deles (capítulos, tomos, séries e etc), manuais, guias, catálogos, enciclopédias, dicionários entre outros. Ex.:

LORD, A. B. The singer of tales. 4th. Cambridge: Harvard University Press, 1981.
_images/doc-mkp-ref-book.jpg

Book no prelo

Livros finalizados, mas ainda não publicados apresentam a informação “no prelo”, “forthcomming” ou ““in press”” normalmente ao final da referência. Nesse caso, a marcação será feita conforme indicado abaixo:

CIRENO, F.; LUBAMBO, C. Estratégia eleitoral e eleições para Câmara dos Deputados no Brasil em 2006, no prelo.
_images/doc-mkp-ref-book-no-prelo.jpg

Book Chapter

Divisão de um livro (título do capítulo e seus respectivos autores, se houver, seguido do título do livro e seus autores) numerado ou não

Lastres, H.M.M.; Ferraz, J.C. Economia da informação, do conhecimento e do aprendizado. In: Lastres, H.M.M.; Albagli, S. (Org.). Informação e globalização na era do conhecimento. Rio de Janeiro: Campus, 1999. p.27-57.
_images/doc-mkp-ref-chapter-book.jpg

journal

Utilizada para referenciar publicações seriadas científicas, como periódicos, boletins e jornais, editadas em unidades sucessivas, com designações numéricas e/ou cronológicas e destinada a ser continuada indefinidamente. Ao marcar [arttile-title] o programa alterará o tipo de referência para [journal]. Ex.:

Cardinalli, I. (2011). A saúde e a doença mental segundo a fenomenologia existencial. Revista da Associação Brasileira de Daseinsanalyse, São Paulo, 16, 98-114.
_images/doc-mkp-ref-journal.jpg

Nas referências abaixo, seu tipo deverá ser alterado manualmente de [book] para o tipo correspondente.

Utilizada para referenciar documentos jurídicos, incluem informações sobre, legislação, jurisprudência e doutrina. Ex.:

Brasil. Portaria no 1169/GM em 15 de junho de 2004. Institui a Política Nacional de Atenção Cardiovascular de Alta Complexidade, e dá outras providências. Diário Oficial 2004; seção 1, n.115, p.57.
_images/doc-mkp-ref-legal-doc1.jpg

Newspaper

Utilizada para referenciar publicações seriadas sem cunho científico, como revistas e jornais. Ex.:

TAVARES de ALMEIDA, M. H. “Mais do que meros rótulos”. Artigo publicado no Jornal Folha de S. Paulo, no dia 25/02/2006, na coluna Opinião, p. A. 3.
_images/doc-mkp-newspaper.jpg

Database

Utilizada para referenciar bases e bancos de dados. Ex.:

IPEADATA. Disponível em: http://www.ipeadata.gov.br. Acesso em: 12 fev. 2010.
_images/doc-mkp-ref-database.jpg

Software

Utilizada para referenciar um software, um programa de computador. Ex.:

Nelson KN. Comprehensive body composition software [computer program on disk]. Release 1.0 for DOS. Champaign (IL): Human Kinetics, c1997. 1 computer disk: color, 3 1/2 in.
_images/doc-mkp-ref-software.jpg

Webpage

Utilizada para referenciar, web sites ou informações contidas em blogs, twiter, facebook, listas de discussões dentre outros.

Exemplo 1

UOL JOGOS. Fórum de jogos online: Por que os portugas falam que o sotaque português do Brasil é açucarado???, 2011. Disponível em <http://forum.jogos.uol.com.br/_t_1293567>. Acessado em 06 de fevereiro de 2014.
_images/doc-mkp-ref-web-uol.jpg

Exemplo 2

BANCO CENTRAL DO BRASIL. Disponível em: www.bcb.gov.br.
_images/doc-mkp-ref-web-bb.jpg

Other

Utilizada para referenciar tipos não previstos pelo SciELO. Ex.:

INAC. Grupo Nacional de Canto e Dança da República Popular de Moçambique. Maputo, [s.d.].
_images/doc-mkp-ref-other.jpg

“Previous” em Referências

Há normas que permitem que as obras que referenciam a mesma autoria repetidamente, sejam substituídas por um traço sublinear equivalente à seis espaços. Ex.:

______. Another one bites the dust: Merck cans hep C fighter Victrelis as new meds take flight [Internet]. Washington: FiercePharma; 2015.

Ao fazer a marcação de [refs] o programa duplicará a referência com previous da seguinte forma:

[ref id=”r16” reftype=”book”] [text-ref]______. Another one bites the dust: Merck cans hep C fighter Victrelis as new meds take flight &#91;Internet&#93;. Washington: FiercePharma; 2015[/text-ref]. *______. Another one bites the dust: Merck cans hep C fighter Victrelis as new meds take flight &#91;Internet&#93;. Washington: FiercePharma; 2015*[/ref]

Note

Em referências que apresentam o elemento [text-ref], o dado a ser marcado deverá ser o que consta após o [/text-ref]. Nunca fazer a marcação da referência que consta em [text-ref][/text-ref].

Para identificação de referências com esse tipo de dado, selecione os traços sublineares e identifique com a tag [*authors] com asterisco. O programa recuperará o nome do autor previamente marcado e fará a identificação automática do grupo de autores, identificando o sobrenome e o primeiro nome.

Marcação Automática

O programa Markup dispõe de uma funcionalidade que otimiza o processo de marcação das referências bibliográficas que seguem a norma Vancouver. Caso haja adaptações na norma, o programa não fará a identificação corretamente.

Selecione todas as referências

_images/doc-mkp-automata-select.jpg

Clique no botão “Markup: Marcação Automática 2”

_images/doc-mkp-ref-mkup-automata.jpg

Apesar do programa fazer a marcação automática das referências, será necessário analisar atentamente referência por referência afim de verificar se algum dado deixou de ser marcado ou foi marcado incorretamente. Se houver algum erro a ser corrigido, entre no nível de [ref] em “Barras de Ferramentas Personalizadas” e faça as correções e/ou inclua as marcações faltantes.

Note

O uso da marcação automática em referências só é possível caso as referências bibliográficas estejam de acordo com a norma Vancouver, seguindo-a literalmente. Para as demais normas tal funcionalidade não está disponível.

Referência numérica

Alguns periódicos apresentam referências bibliográficas numeradas, as quais são referenciadas assim no corpo do texto. O número correspondente à referência também deve ser marcado. Após a marcação do grupo de referências, desça um nível em [ref], selecione o número da referência e marque com o elemento [label]:

_images/label-ref-num.jpg

Note

O programa Markup não faz a identificação automática desse dado.

Notas de Rodapé

As notas de rodapé podem aparecer antes do corpo do texto ou depois. Não há uma posição específica dentro do arquivo .doc. Entretando é necessário avaliar a nota indicada, pois dependendo do tipo de nota inserido em fn-type, o programa gera o arquivo .xml com informações de notas de autores em <front> ou em <back>. Para mais informações sobre essa divisão consultar na documentação SPS os itens <http://docs.scielo.org/projects/scielo-publishing-schema/pt_BR/1.2-branch/tagset.html#notas-de-autor> e <http://docs.scielo.org/projects/scielo-publishing-schema/pt_BR/1.2-branch/tagset.html#notas-gerais>.

Selecione nota e marque com o elemento [fngrp].

_images/doc-mkp-select-fn-contri.jpg

Caso a nota apresente um título ou um símbolo, selecione a informação e identifique com o elemento [label]:

_images/doc-mkp-fn-label-con.jpg

Tipos de notas

Suporte sem Informação de Financiamento

Para notas de rodapé que apresentam suporte de entidade, instituição ou pessoa física sem dado de financiamento e número de contrato, selecione a nota do tipo “Pesquisa na qual o artigo é baseado foi apoiado por alguma entidade”:

_images/doc-mkp-fn-supp.jpg

Suporte com Dados de Financiamento

Para notas de rodapé que apresentam dados de financiamento com número de contrato, selecione nota do tipo “Declaração ou negação de recebimento de financiamento em apoio à pesquisa na qual o artigo é baseado”. Nesse caso, será preciso marcar os dados de financiamento com o elemento [funding]:

_images/doc-mkp-select-fn-fdiscl.jpg

O próximo passo será selecionar o primeiro grupo de instituição financiadora + número de contrato e marcar com o elemento [award].

_images/doc-mkp-award-select.jpg

Em seguida, selecione a instituição financiadora e marque com o elemento [fundsrc]:

_images/doc-mkp-fund-source-fn.jpg

Depois selecione cada número de contrato e identifique com o elemento [contract]:

_images/doc-mkp-contract-fn.jpg

Caso a nota de rodapé apresente mais que uma instituição financiadora e número de contrato, faça a marcação conforme o exemplo abaixo:

_images/doc-mkp-mkp-fn-fund-2.jpg

Notas de Rodapé - Identificação Automática

Para notas de rodapé que estão posicionadas ao fim de cada página no documento, com formatação de notas de rodapé do Word, é possível fazer a marcação automática do número referenciado no documento e sua nota respectiva.

As chamadas de nota de rodapé no corpo do texto deverão estar com uma formatação simples: em formato numérico e sobrescrito. Já as notas, deverão estar em formato de nota de rodapé do Word com um espaço antes da nota.

_images/mkp-espaco-fn.jpg

Estando formatado corretamente, clique com o mouse em qualquer parágrafo e em seguida clique na tag [*fn].

_images/mkp-botao-fn.jpg

Ao clicar em [*fn] o programa fará a marcação automática de [xref] no corpo do texto e também da nota ao pé da página.

_images/mkp-nota-automatico.jpg

Apêndices

A marcação de apêndices, anexos e materiais suplementares deve ser feita pelo elemento [appgrp]:

_images/doc-mkp-element-app.jpg

Selecione todo o grupo de apêndice, inclusive o título, se existir, e clique em [appgrp]:

_images/doc-mkp-app.jpg

Selecione apêndice por apêndice e identifique com o elemento [app]

_images/doc-mkp-id-app.jpg

Note

o id deve ser sempre único no documento.

Caso o apêndice seja de figura, tabela, quadro etc, selecione o título de apêndice e marque com o elemento [sectitle]. Utilize os botões flutuantes (tabwrap, figgrp, *list, etc) do programa Markup para identificação do objeto que será marcado.

botões flutuantes

_images/doc-mkp-tags-flutuantes.jpg

Exemplo, selecione a figura com seu respectivo label e caption e marque com o elemento [figgrp]

_images/doc-mkp-app-fig1.jpg_images/doc-mkp-app-fig2.jpg

Note

Assegure-se de que o id da figura de apêndice é único no documento.

Para apêndices que apresentam parágrafos, selecione o título do apêndice e marque com o elemento [sectitle]

_images/doc-mkp-sectitle-app-paragrafo1.jpg

Selecione o parágrafo e marque com o elemento [p]

_images/doc-mkp-sectitle-app-paragrafo2.jpg

Agradecimentos

A seção de agradecimento, geralmente, encontra-se entre o final do corpo do texto e as referências bibliográficas. Para marcação automática dos elementos de agradecimento selecione todo o texto, inclusive o título desse item, e marque com o elemento [ack].

selecionando [ack]

_images/doc-mkp-ack-nofunding.jpg

Resultado esperado

_images/doc-mkp-ack-fim.jpg

Comumente os agradecimentos apresentam dados de financiamento, com número de contrato e instituição financiadora. Quando presentes, marque os dados com o elemento [funding].

_images/doc-mkp-nivel-inf-ack.jpg

Selecione o primeiro conjunto de instituição e número de contrato e marque com o elemento [award]:

_images/doc-mkp-select-1-award-ack.jpg

Selecione agora a instituição financiadora e marque com o elemento [fundsrc]:

_images/doc-mkp-fundsrc1.jpg

Note

Caso haja mais que uma instituição financiadora para o mesmo número de contrato, selecione cada instituição em um [fundsrc]

Marque o número de contrato com o elemento [contract]:

_images/doc-mkp-ack-contract1.jpg

Quando houver mais de uma instituição financiadora e número de contrato, marcar conforme segue:

_images/doc-mkp-ack-finaliz.jpg

Glossário

Glossários são incluídos nos documentos após referências bibliográficas, em apêndices ou caixas de texto. Para marcá-lo, selecione todos os itens que a compõe e marque com o elemento [glossary]. Selecione todos os itens novamente e marque com o elemento lista-definição. Segue exemplo de marcação de glossário presente após referências bibliográficas:

Selecione todos os dados de glossário e marque com o elemento Lista de Definição:

_images/doc-mkp-select-gdef.jpg

Abaixo o resultado da marcação de glossário:

_images/doc-mkp-glossary.jpg

xmlbody

Tendo formatado o corpo do texto de acordo com o ítem Formatação do Arquivo e após a marcação das referências bibliográficas, é possível iniciar a marcação do [xmlbody].

Selecione todo o corpo do texto e clique no botão [xmlbody], confira as informações de seções, subseções, citações etc as quais são apresentadas na caixa de diálogo e, se necessário, corrija e clique em “Aplicar”.

_images/doc-mkp-select-xmlbody.jpg_images/doc-mkp-xmlbody-select.jpg

Note

Caso haja alguma informação incorreta, selecione o item a ser corrigido na janela, clique no menu dropdown ao lado do botão “Corrigir”, selecione a opção correta e clique em “Corrigir”. Confira novamente e clique em “Aplicar”.

Ao clicar em “Aplicar” o programa perguntará se as referências no corpo do texto obedecem o padrão de citação author-data. Se o documento apresenta esse padrão clique em [sim], caso contrário, clique em [não].

_images/doc-mkp-refs-padrao.jpg

Sistema author-data

_images/doc-mkp-ref-author.jpg

Sistema numérico

_images/doc-mkp-ref-num.jpg

É a partir da formatação do documento indicada no Formatação do Arquivo que o programa marca automaticamente seções, subseções, parágrafos, referências de autores no corpo do texto, chamadas de figuras e tabelas, equações em linha etc.

_images/doc-mkp-complete.jpg

Verifique se os dados foram marcados corretamente e complete a marcação dos elementos ainda não identificados no documento.

Seções e Subseções

Após a marcação automática do [xmlbody], certifique-se de que os tipos de seções foram selecionados corretamente.

_images/doc-mkp-section-combinada.jpg

Em alguns casos, a marcação automática não identifica a seção corretamente. Nesses casos, selecione a seção, clique no lápis “Editar Atributos” e indique o tipo correto de seção.

_images/doc-mkp-sec-compost.jpg

Resultado

_images/doc-mkp-section-combinada.jpg

Note

no menu dropdown as seções combinadas são precedidas por asterisco

Referência Cruzada de Referências Bibliográficas

Referências no sistema autor-data serão identificados automaticamente no corpo do texto somente se o sobrenome do autor e a data estiverem marcados em Referências Bibliográficas e, apenas se o sobrenome do autor estiver presente no corpo do texto igual ao que foi marcado em [Refs]. Há alguns casos que o programa Markup não irá fazer a marcação automática de [xref] do documento. Ex.:

Citações de autor

Sobrenome do autor + “in press” ou derivados:

_images/doc-mkp-xref-noprelo.jpg

Autor corporativo:

_images/doc-mkp-ref-cauthor.jpg

Para identificar o [xref] das citações que não foram marcadas automaticamente, primeiramente verifique qual o id da referência bibliográfica não identificada, em seguida selecione a citação desejada e marque com o elemento [xref].

_images/doc-mkp-xref-manual.jpg

Preencha apenas os campos “ref-type” e “rid”. Em “ref-type” selecione o tipo de referência cruzada que será feito, nesse caso “Referencia Bibliográfica”, em seguida indique o id correspondente à referência bibliográfica citada. Confira e clique no botão [Continuar].

_images/doc-mkp-xref-manual-refs.jpg

Note

Chamada de Quadros, Equações e Caixas de Texto:

A marcação das referências cruzadas de quadros, equações e caixas de texto segue as mesmas etapas descritas em referências bibliográficas.

Quadro:

Selecione [ref-type] do tipo figura e indique a sequência do ID no documento para este elemento.

_images/doc-mkp-xref-chart.jpg

Equações:

Selecione [ref-type] do tipo equação e indique a sequência do ID no documento para este elemento.

_images/doc-mkp-xref-equation.jpg

Caixa de Texto:

Selecione [ref-type] do tipo caixa de texto e indique a sequência do ID no documento para este elemento.

_images/doc-mkp-xref-boxed.jpg

Parágrafos

Os parágrafos são marcados automaticamente no corpo do texto ao fazer a identificação de [xmlbody]. Caso o programa não tenha marcado um parágrafo ou caso a marcação automática tenha identificado um parágrafo com o elemento incorreto, é possível fazer a marcação manual desse dado. Para isso, selecione o parágrafo desejado, verifique se o parágrafo pertence a alguma seção ou subseção e encontre o elemento [p] nos níveis de [sec] ou [subsec].

_images/doc-mkp-subsec-p.jpg

Resultado

_images/doc-mkp-element-p.jpg

Figuras

Ao fazer a marcação de [xmlbody] o programa identifica automaticamente as imagens com o elemento “graphic”.

Para marcar o grupo de dados da figura, selecione a imagem, sua legenda (label e caption) e fonte, se houver e marque com o elemento [figgrp].

_images/doc-mkp-select-fig.jpg
  • Preencha “id” da figura na janela aberta pelo programa.
_images/doc-mkp-id-fig.jpg

Certifique-se de que o id de figura é único no documento.

_images/doc-mkp-fig-incomp.jpg

Note

A marcação completa de figura é de extrema importância. Se a figura não for marcada com o elemento [figgrp] e seus respectivos dados, o programa não gerará o elemento [fig] correspondente no documento.

  • Após a marcação de [figgrp] caso a imagem apresente informação de fonte, selecione o dado e identifique com o elemento [attrib]:
_images/doc-mkp-attrib-fig.jpg

Note

A marcação de label e caption será automática se estiver conforme as instruções dadas em Formatação do Arquivo, com label e caption abaixo da imagem no arquivo .doc. A informação de fonte deve estar acima da imagem. Veja o exemplo da imagem acima.

Tabelas

As tabelas podem ser apresentadas como imagem ou em texto. As tabelas que estão como imagem devem apresentar o label, caption e notas (essa última, se existir) em texto, para que todos os elementos sejam marcados. As tabelas devem estar, preferencialmente, em formato texto, usandos-se figuras para tabelas complexas (com células mescladas, símbolos, fórmulas, imagens etc).

Tabelas em Imagem

Ao fazer a marcação de [xmlbody] o programa identifica automaticamente o “graphic” da tabela. Selecione todos os dados da tabela (imagem, label, caption e notas de rodapé, se houver) e identifique com o elemento [tabwrap].

Mesmo estando na forma de figura, o id do elemento deverá ser o indicado para tabelas (t1, t2, t3 …). Certifique-se de que o id de tabela é único no documento.

_images/doc-mkp-select-tableimg.jpg
  • Preencha o “id” da tabela na janela aberta pelo programa.
_images/doc-mkp-id-figimg.jpg

Certifique-se de que o id da tabela é único no documento.

_images/doc-mkp-tabimg.jpg

Note

O programa faz a marcação automática de label, caption e notas de rodapé de tabela.

Tabelas em Texto

O programa também codifica tabelas em texto. Para isso, selecionte toda a informação de tabela (label, caption, corpo da tabela e notas de rodapé, se houver) e marque com o elemento [tabwrap].

_images/doc-mkp-select-tab-text.jpg

Note

O cabeçalho das colunas da tabela deve estar em negrito. Essa formatação é essencial para que o programa consiga fazer a identificação correta de [thead] e os elementos que o compõe.

  • Preencha “id” da tabela na janela aberta pelo programa.
_images/doc-mkp-id-tabtext.jpg

Certifique-se de que o id de tabela é único no documento.

_images/doc-mkp-tabcomplete.jpg

Note

Tabelas irregulares, com células mescladas ou com tamanhos extensos possivelmente apresentarão problemas de marcação. Nesse caso alguns elementos deverão ser identificados manualmente por meio do programa Markup ou no XML quando este for gerado.

Equações

Há dois tipos de equações que o programa suporta: as equações em linha (em meio a um parágrafo) e as equações em parágrafo.

Equação em linha

As equações em linha devem ser inseridas no parágrafo como imagem. A marcação é feita automaticamente pelo programa ao fazer a identificação de [xmlbody].

_images/doc-mkp-eqline.jpg

Se o programa não fizer a marcação automática da equação em linha, é possível fazer a marcação manualmente. Para isso selecione a equação em linha e clique no elemento [graphic].

_images/doc-mkp=eqline-man.jpg

No campo “href” insira o nome do arquivo:

_images/doc-mkp-eq-line-href.jpg

O resultado será:

_images/doc-mkp-eqline.jpg

Equações

As equações disponíveis como parágrafos devem ser identificadas com o elemento [equation]

_images/doc-mkp-eq1.jpg

Preencha do “id” da equação na janela aberta pelo programa. Certifique-se de que o id da equação é único no documento.

_images/doc-mkp-eq2.jpg

Ao fazer a marcação da equação, o programa identifica o elemento [equation]. Caso haja informação de número da equação, identifique-o com o elemento [label].

_images/doc-mkp-eq3.jpg

Caixa de Texto

As caixas de texto podem apresentar figuras, equações, listas, glossários ou um texto. Para marcar esse elemento, selecione toda a informação de caixa de texto, inclusive o label e caption, e identifique com o botão [*boxedtxt]:

_images/doc-mkp-boxselect.jpg

Preencha o campo de ID da caixa de texto na janela que se abrirá após a seleção de [*boxedtxt]. Certifique-se de que o id de boxed-text é unico no documento.

_images/doc-mkp-id-bxt.jpg

Utilizando o botão [*boxedtxt] o programa faz a marcação automática de título da caixa de texto e também dos parágrafos:

_images/doc-mkp-resultboxed.jpg

Caso a caixa de texto apresente uma figura, uma tabela, listas etc, é possível também utilizar o elemento [*boxedtxt] e depois fazer a marcação desses objetos através das tags flutuantes do programa.

Marcação de Versos

Para identificar versos ou poemas no corpo do texto, selecione toda a informação, inclusive título e autoria, se existir, e identifique com o elemento [versegrp]:

_images/doc-mkp-selectverse.jpg

O programa identificará cada linha como [verseline]. Caso o poema apresente título, exclua a marcação de verseline, selecione o título e marque com o elemento [label]. A autoria do poema deve ser marcada com o elemento [attrib].

_images/doc-mkp-versee.jpg_images/doc-mkp-versline-attr.jpg

Citações Diretas

As citações são marcadas automaticamente no corpo do texto, ao fazer a marcação de [xmlbody], desde que esteja com a formatação adequada.

_images/mkp-doc-quoteok.jpg

Caso o programa não faça a marcação automática, selecione a citação desejada e em seguida marque com o elemento [quote]:

_images/doc-mkp-quotee.jpg

O resultado deve ser:

_images/mkp-doc-quoteok.jpg

Listas

Para identificar listas selecione todos os itens e marque com o elemento [*list]. Selecione o tipo de lista na janela aberta pelo programa:

_images/doc-mkp-list-type.jpg

Verifique os tipos possíveis de lista em elemento-list e selecione o tipo mais adequado:

_images/doc-mkp-list.jpg

Note

O programa Markup não faz a marcação de sublistas. Para verificar como marcar sublistas, consulte a documentação “Markup_90_O_que_ha_novo.pdf” item “Processos Manuais”.

O atributo @list-type especifica o prefixo a ser utilizado no marcador da lista. Os valores possíveis são:

Valor Descrição
order Lista ordenada, cujo prefixo utilizado é um número ou letra dependendo do estilo.
bullet Lista desordenada, cujo prefixo utilizado é um ponto, barra ou outro símbolo.
alpha-lower Lista ordenada, cujo prefixo é um caractere alfabético minúsculo.
alpha-upper Lista ordenada, cujo prefixo é um caractere alfabético maiúsculo.
roman-lower Lista ordenada, cujo prefixo é um numeral romano minúsculo.
roman-upper Lista ordenada, cujo prefixo é um numeral romano maiúsculo.
simple Lista simples, sem prefixo nos itens.

Lista de Definição

Para marcar listas de definições selecione todos os dados, inclusive o título se existir, e marque com o elemento [*deflist]

_images/doc-mkp-deflistselect.jpg

Na janela aberta pelo programa, preencha o campo de “id” da lista. Certifique-se de que o id é único no documento.

_images/doc-mkp-def-selec.jpg

Após isso, confirme o título da lista de definição e em seguida a marcação do título:

_images/doc-mkp-question-def.jpg_images/doc-mkp-def-sectitle.jpg

Ao finalizar, verifique se a marcação automática de cada termo da lista de definição estão de acordo com o modelo abaixo.

_images/doc-mkp-deflist.jpg

Note

O programa faz a marcação automática de cada item da lista de definições apenas se a lista estiver com a formatação requerida pelo SciELO: com o termo em negrito, hífen como separador e a definição do termo sem formatação.

Caso o programa não faça a marcação automática da lista de definições, é possível identificar os elementos manualmente.

  • Selecione toda a lista de denifições e marque com o elemento [deflist], sem asterisco:
_images/doc-mkp-mandef1.jpg
  • Marque o título com o elemento [sectitle] (apenas se houver informação de título):
_images/doc-mkp-defsect.jpg
  • Selecione o termo e a definição e marque com o elemento [defitem]:
_images/doc-mkp-defitem.jpg
  • Selecione apenas o termo e marque com o elemento [term]:
_images/doc-mkp-term.jpg
  • O próximo passo será selecionar a definição e identificar com o elemento [def]:
_images/mkp-doc-def.jpg

Faça o mesmo para os demais termos e definições.

Material Suplementar

A marcação de materiais suplementares deve ser feita pelo elemento [supplmat]. A indicação de Material suplementar pode estar em linha, como um parágrafo “solto” no documento ou como apêndice.

Objeto Suplementar em [xmlbody]

Selecione todo o dado de material suplementar, incluindo label e caption, se existir, e marque com o elemento [supplmat]:

_images/doc-mkp-suppl-f.jpg

Na janela aberta pelo programa, preencha o campo de “id”, o qual deverá ser único no documento, e o campo “href” com o nome do arquivo .doc:

_images/doc-mkp-supplfig.jpg

Na sequência, faça a marcação do label do material suplementar. Selecione todo o grupo de dados da figura e marque com o elemento [figgrp]. A marcação deverá ser conforme o exemplo abaixo:

_images/doc-mkp-suppl2.jpg

Material Suplementar em Linha

Selecione a informação de material suplementar e marque com o elemento [supplmat]:

_images/doc-mkp-selectms.jpg

Na janela aberta pelo programa, preencha o campo de “id”, o qual deverá ser único no documento, e o campo “href” com o nome do pdf suplementar exatamente como consta na pasta “src”.

_images/doc-mkp-camposms.jpg

A marcação deverá ser conforme abaixo:

_images/doc-nkp-supple.jpg

Note

Antes de iniciar a marcação de material suplementar certifique-se de que o PDF suplementar foi incluído na pasta “src” comentado em Estrutura de Pastas.

Material Suplementar em Apêndice

Nesse caso, marca-se, primeiramente, o objeto com o elemento [appgrp] e em seguida com os elementos de [app].

_images/doc-mkp-suppl-appo.jpg

Selecione novamente todo dado de material suplementar e marque com o elemento [app]. Em seguida, marque o label do material com o elemento [sectitle]:

_images/doc-mkp-suppl-app.jpg

Selecione o material suplementar e identifique com o elemento [supplmat]:

_images/doc-mkp-app-suuol.jpg

Após a marcação de [supplmat] marque o objeto do material com as tags flutuantes:

_images/doc-mkp-suppl4.jpg

Sub-article

Tradução

Arquivos traduzidos apresentam uma formatação específica. Veja abaixo os itens que devem ser considerados:

  1. O arquivos de idioma principal devem seguir a formatação indicada em Formatação do Arquivo
  2. Após a última informação do arquivo principal - ainda no mesmo .doc ou .docx - insira a tradução do arquivo.

A tradução do documento deve ser simplificada:

  1. Inserir apenas as informações que apresentam tradução, por exemplo:
    1. Seção - se houver tradução;
    2. Autores e Afiliações - apenas se houver afiliação traduzida;
    3. Resumos - se houver tradução;
    4. Palavras-chave - se houver tradução;
    5. Correspondência - se houver tradução;
    6. Notas de autor ou do arquivo - se houver tradução;
    7. Corpo do texto.
  2. Título é mandatório;
  3. Não inserir novamente referências bibliográficas;
  4. Manter as citações bibliográficas no corpo do texto conforme constam no PDF.

Verificar modelo abaixo:

_images/mkp-doc-formatado.jpg

Identificando Arquivos com Traduções

Com o arquivo formatado, faça a identificação do documento pelo elemento [doc] e complete as informações. A marcação do arquivo de idioma principal não muda, siga as orientações anteriores para a marcação dos elementos.

_images/mkp-subdoc-fechadoc.jpg

Note

É fundamental que o último elemento do arquivo como um todo seja o elemento [/doc]. Certifique-se disso.

Finalizado a marcação do arquivo de idioma principal selecione toda a tradução e marque com o elemento [subdoc]. Na janela aberta pelo programa, preencha os campos a seguir:

  • ID - Identificador único do arquivo: S + nº de ordem;
  • subarttp - selecionar o tipo de artigo: “tradução”;
  • language - idioma da tradução do arquivo.
_images/mkp-subdoc-inicio.jpg

Agora, no nível de [subdoc], faça a marcação dos elementos que compõem a tradução do documento:

_images/mkp-subdoc-nivel.jpg

Note

O programa Markup não faz a identificação automática do arquivo traduzido.

Afiliação traduzida

A marcação de afiliação traduzida não segue o padrão de marcação do artigo de idioma principal. As afiliações traduzidas não devem apresentar o detalhamento orientado anteriormente em afiliações. Em [subdoc] selecione a afiliação traduzida e identifique com o elemento [afftrans]:

_images/mkp-afftrans.jpg

Tendo identificado todos os dados iniciais da tradução, siga com a marcação do corpo do texto.

Attention

O ID dos autores e afiliações devem ser únicos. Portanto, não inserir o mesmo ID do idioma principal.

Identificando ‘body’ de tradução

A marcação do corpo do texto segue a mesma orientação anterior. Selecione todo o corpo do texto e marque com o elemento [xmlbody] do nível [subdoc].

O programa fará a marcação automática das referências cruzadas no corpo do texto inserindo o ‘rid” correspondente ao ‘id’ das referências bibliográficas marcadas no artigo principal.

_images/mkp-body-trans.jpg

Nesse caso mantenha o RID inserido automaticamente. Figuras, Tabelas, Equações, Apêndices etc devem apresentar ID diferente do inserido no arquivo principal. Para isso, dê continuidade nos IDs. Por exemplo:

Artigo principal apresenta 2 figuras:

_images/mkp-fig-id-ingles.jpg

Note

O ID da última figura é: ‘f2’.

No artigo traduzido também é apresentado 2 figuras:

_images/mkp-fig-id-traducao.jpg

Perceba que foi dado sequência nos IDs das figuras. Considere a regra para: Autores e suas respectivas afiliações, figuras, tabelas, caixas de texto, equações, apêndices etc.

Note

Caso haja mais de uma tradução no artigo, cmarcá-las separadamente com o elemento [subdoc].

Carta e Resposta

A Carta e resposta também devem estar em um único arquivo .doc ou .docx.

  1. A carta deve seguir a formatação indicada em Formatação do Arquivo
  2. Após a última informação da carta - ainda no mesmo .doc ou .docx - insira a resposta do arquivo.

A resposta deve estar no mesmo documento que a carta. Verifique abaixo quais são os dados que devem estar presentes na resposta:

  1. Inserir seção;
  2. Autores e Afiliações, se existente;
  3. Correspondência, se existente;
  4. Notas de autor ou do arquivo, se existente;
  5. Título é mandatório;
  6. Referências Bibliográficas, se a resposta apresentar.

Veja o modelo abaixo:

[imagem]

Identificando Carta e Resposta

Com o arquivo formatado, faça a identificação do documento pelo elemento [doc] e complete as informações. Obs.: Em [doctopic] selecione o tipo “carta”. A marcação da carta não muda, siga as orientações anteriores para a identificação dos elementos.

_images/mkp-formulario-carta.jpg

Note

É fundamental que o último elemento do arquivo como um todo seja o elemento [/doc]. Certifique-se disso.

Finalizada a marcação da carta, selecione toda a resposta e marque com o elemento [subdoc]. na janela aberta pelo programa, inclua os campos:

  • ID - Identificador único do arquivo: S + nº de ordem;
  • subarttp - selecionar o tipo de artigo: “reply”;
  • language - idioma da resposta da carta.
_images/mkp-resposta-form.jpg

Note

O programa Markup não faz a identificação automática da resposta.

No nível de [subdoc], faça a marcação dos elementos que compõem a resposta do documento:

_images/mkp-dados-basicos-resposta.jpg

Note

Os dados como: afiliações e autores, objetos no corpo do texto e referencias bibliográficas devem apresentar IDs sequenciais, seguindo a ordem da carta. Exemplo, se a última afiliação da carta foi aff3, no documento de resposta a primeira afiliação será aff4 e assim por diante.

Errata

Para marcar uma errata, verifique primeiramente se o arquivo está formatado corretamente conforme orientações abaixo:

  • 1ªlinha: DOI
  • 2ªlinha: Seção “Errata” ou “Erratum”
  • 3ªlinha: título “Errata” ou “Erratum” (de acordo com o PDF)
  • pular 2 linhas
  • corpo do texto
_images/mkp-exemplo-errata.jpg

Marcando a errata

Abra a errata no Markup e identifique com o elemento [doc]. Ao abrir o formulário, selecione o título do periódico e confira os metadados que são adicionados automaticamente. Complete os demais campos e, em [doctopic], selecione o valor “errata” e clique em [OK] O programa marcará automaticamente os elementos básicos da errata como: seção, número de DOI e título:

_images/mkp-formulario-errata.jpg

Para finalizar a marcação da errata, verifique se todos os elementos foram identificados corretamente e siga com a marcação. Selecione o corpo do texto e identifique com o elemento [xmlbody]:

_images/mkp-xmlbody-errata.jpg

Insira o cursor do mouse antes do elemento [toctitle], e clique no botão [related]. Na janela aberta pelo programa, preencha os campos: [reltp] ‘tipo de relação’ com o valor “corrected-article” e [pid-doi] ‘numero do PID ou DOI relacionado’ com o número de DOI do artigo que será corrigido e clique em [Continuar]:

_images/mkp-related-campos.jpg

O programa insere o elemento [related] o qual fará link com o artigo que apresenta erro:

_images/mkp-resultado-related.jpg

Note

A versão mais recente do programa Markup aceita os tipos: DOI, PID, SciELO-PID e SciELO-AID.

Ahead Of Print

O arquivo Ahead Of Print (AOP) deve apresentar formatação indicada no ítem Formatação do Arquivo. Como arquivos em AOP não apresentam seção, volume, número e paginação, após o número de DOI deixar uma linha em branco e em seguida inserir o título do documento:

_images/mkp-exemplo-ahead.jpg

No preenchimento do formulário para Ahead Of Print, deve-se inserir o valor “00” para os campos: [fpage], [lpage], [volume] e [issue].

Em [dateiso] insira a data de publicação completa: Ano+Mês+Dia; já no campo [season], insira o mês de publicação. O total de página, [pagcount*], para arquivos AOP deve ser sempre “1”:

_images/aop-vol-pag-counts.jpg

Selecione o valor “artigo original” para o campo [doctopic].

No campo [order] deve ser inserido 5 dígitos que obedecem a uma regra SciELO. Verifique abaixo a regra para construir o identificador do Ahead Of Print:

Para a construção do ID de AOP será utilizado uma parte da numeração do lote e outra da ordem do documento.

1 - Copie os três primeiros dígitos do lote

Exemplo lote da bjmbr número 7 de 2015 = lote 0715 usar: 071

2- Insira os dois últimos dígitos que representará a quantidade de artigos no lote.

Exemplo lote bjmbr 0715 possui 5 artigos:
1414-431X-bjmbr-1414-431X20154135.xml -> usar: 01
1414-431X-bjmbr-1414-431X20154316.xml -> usar: 02
1414-431X-bjmbr-1414-431X20154355.xml -> usar: 03
1414-431X-bjmbr-1414-431X20154363.xml -> usar: 04
1414-431X-bjmbr-1414-431X20154438.xml -> usar: 05

O campo order deverá apresentar o valor de order da seguinte forma:

3 primeiros dígitos do lote + 2 dígitos da quantidade do lote

Arquivo 1:

_images/mkp-other-aop1.jpg

Arquivo 2:

_images/mkp-other-aop2.jpg

etc.

Em [ahpdate] insira a mesma data que consta em [dateiso]. Após preencher todos os dados, clique em [Ok].

_images/doc-preench-aop.jpg

Note

Ao gerar o arquivo .xml o programa inserirá automaticamente o elemento <subject> com o valor “Articles”, conforme recomendado pelo SciELO PS.

Publicação Contínua (Rolling Pass)

O arquivo Rolling Pass deve apresentar formatação indicada no ítem Formatação do Arquivo.

Antes de preencher formulário para Rolling Pass, deve-se saber o formato de publicação adotado pelo periódico, os quais podem ser:

Volume e número

_images/mkp-rp-vol-num.jpg

Volume

_images/mkp-rp-vol.jpg

Número

_images/mkp-rp-num.jpg

O campo [order] é composto por uma ordem que determinará a seção dos arquivos e também a ordem de publicação. Portanto, primeiramente defina cada centena para uma seção, por exemplo:

  • Editorials: 0100
  • Original Articles: 0200
  • Review Article: 0300
  • Letter to the Author: 0400

Os artigos deverão apresentar um ID único dentro de sua seção, portanto recomendamos que seja criado uma planilha como a que apresento nesse momento para acompanhar qual ID já foi utilizado. Exemplo:

Original Articles

  • 1234-5678-rctb-v10-0239.xml 0100
  • 1234-5678-rctb-v10-0328.xml 0101
  • 1234-5678-rctb-v10-0356.xml 0102

O identificador eletrônico do documento deve ser inserido no campo [elocatid].

_images/rp-formulario.jpg

Note

Arquivos Rolling Pass apresentam elocation. Dessa forma, não deve-se preencher dados correspondentes a [fpage] e [lpage].

Resenha

As resenhas geralmente apresentam um dado a mais que os arquivos comuns: a referência bibliográfica do livro resenhado. A formatação do documento deve seguir a mesma orientação disponível em Formatação do Arquivo , incluindo-se referência bibliográfica do item resenhado antes do corpo do texto.

Verifique modelo abaixo:

_images/mkp-format-resenha.jpg

Identificando Resenhas

Com o arquivo formatado, faça a identificação do documento pelo elemento [doc] e complete as informações. Em [doctopic] selecione o tipo “resenha (book review)”. A marcação dos dados iniciais é semelhante às orientações anteriores, excetuando-se a marcação da referência do livro resenhado.

Para marcar a referência do livro, selecione toda a referência e marque com o elemento [product]. Na janela aberta pelo programa, insera o tipo de referência bibliográfica em [prodtype]:

_images/mkp-product.jpg

Na sequência, faça a marcação da referência usando os elementos apresentados no programa:

_images/mkp-product-reference.jpg

Finalize a marcação do arquivo e gere o XML.

Note

O programa não apresenta todos os elementos para marcação de referência bibliográfica no elemento [product]. Marque apenas os dados da referência com os elementos disponibilizados pelo programa.

Artigos em Formato Abreviado

O formato abreviado de marcação é utilizados somente nos casos de inserção de números retrospectivos na coleção do periódico. O arquivo no formato abreviado apresentará os dados básicos do documento (título do artigo, autores, afiliação, seção, resumo, palavras-chave e as referências completas). O corpo do texto de um arquivo no formato abreviado deve ser suprimido, substituindo o texto por dois parágrafos:

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

_images/mkp-format-abrev-estrutura.jpg

Identificando Formato Abreviado

Com o arquivo formatado, faça a identificação do documento pelo elemento [doc] e complete as informações dos dados iniciais de acordo com os dados do arquivo.

A marcação de arquivos no formato abreviado não exige uma ordem de marcação entre referências bibliográficas e [xmlbody]. Faça a marcação de referências bibliográficas de acordo com a orientação do item _referencias:

_images/mkp-abrev-refs.jpg

A marcação dos parágrafos deve ser feita pelo elemento [xmlbody], selecionando os dois parágrafos e clicando em [xmlbody]:

_images/mkp-xmlbody-abrev.jpg

Note

A única informação que não será marcada no arquivo de ‘Formato Abreviado’ será o corpo do texto, o qual estará disponível no PDF.

Press Releases

Por ser um texto de divulgação que visa dar mais visibilidade a um número ou artigo publicado em um periódico, o press realise não segue a mesma estrutura de um artigo científico. Dessa forma, não possue seção, número de DOI e, não há obrigatoriedade de inclusão de afiliação de autor. Uma vez aprovados, os Press Releases poderão ser formatados para uma marcação mais otimizada.

  • 1ª linha do arquivo: correspondente ao número de DOI, deve ficar em branco;
  • 2ª linha do arquivo: correspondente à seção do documento, deve ficar em branco;
  • 3ª linha do arquivo: insira o título do Press Release;
  • 4ª linha do arquivo: pular;
  • 5ª linha do arquivo: Insira o nome do autor do Press Release;
  • 6ª linha do arquivo: pular;
  • 7ª linha do arquivo: inserir afiliação (caso não exista, deixar linha em branco);
  • 8ª linha do arquivo: pular
  • Insira o texto do arquivo Press Release, incluindo a assinatura do autor (assinatura se houver).

Identificando o Press Release

Com o arquivo formatado, faça a identificação do documento pelo elemento [doc] e considere os seguintes itens para arquivo PR:

  • Nos campos ‘volid’ e ‘issue’ insira o número correspondente ao número que o Press Release está relacionado e em ‘isidpart’ insira a informação ‘pr’ qualificando o arquivo como um Press Release;
  • Em [doctopic] selecione o tipo “Press Release”;
  • Caso o Press Release esteja relacionado a um número, insira a informação “00001” no campo [order] para que o Press Release seja posicionado corretamente no sumário eletrônico; caso o Press Release seja de artigo, apenas insira a informação “01”.
_images/mkp-form-press-release.jpg

Ao clicar em [OK] o programa marcará automaticamente todos os dados iniciais, pulando número de DOI e os demais dados que o Press Release não apresenta.

Complete demais dados do Press Relase como: [xref] de autores, normalização de afiliações (esses dois últimos, se houver), corpo do texto com o elemento [xmlbody] e identificação de assinatura de autor com o elemento [sigblock].

_images/mkp-press-release.jpg

Caso o Press Release esteja relacionado a artigo específico, será necessário relacioná-lo ao artigo em questão. Dessa forma, insira o cursor do mouse após o elemento [doc] e clique no elemento [related]. O programa abrirá uma janela onde deverá ser preenchidos os campos ‘reltp’ (tipo de relação) e o campo ‘pid-doi’. No campo ‘reltp’ selecione o valor ‘press-release’; já em ‘pid-doi’ insira o número de DOI do artigo relacionado.

_images/mkp-related-press-release.jpg

Note

A identificação pelo elemento [related] deve ser realizada apenas para Press Releases relacionado a um “artigo”.

Processos Manuais

O programa de marcação atende mais 80% das regras estabelecidas no SciELO Publishing Schema. Há alguns dados que devem ser marcados manualmente, seja no próprio programa Markup, seja diretamente no arquivo xml gerado pelo programa.

Afiliação com mais de uma instituição

O programa Markup não realiza marcação de afiliações com mais que uma instituição. Nesse caso, o dado será incluído diretamente no arquivo .xml. Abra o arquivo .xml em um editor de XML e inclua o elemento <aff> com um ID diferente do que já consta no documento:

_images/mkp-aff-xml-id.jpg

Note

A afiliação incluída manualmente não deve apresentar <label> e <institution content-type=”original”>, já que seus dados para apresentação no site já estão disponíveis na afiliação marcada no programa.

Verifique a segunda instituição da afiliação original e copie para a afiliação nova fazendo a marcação do dado com o elemento <institution content-type=”orgname”> e <institution content-type=”normalized”>:

_images/mkp-aff-id-xml-norm.jpg

Caso essa instituição apresente divisões, faça a marcação do dado conforme as demais já feitas no documento. Em seguida, marque seu país correspondente com o elemento <country country=”xx”>:

_images/mkp-xml-aff-complete.jpg

O próximo passo será relacionar essa afiliação <aff id=”affx”> com o autor correspondente. Considerando que o autor não apresenta mais que um label, insira a tag <xref> fechada:

_images/mkp-xref-fechada.jpg

Salve o documento .xml e valide o arquivo.

Tipo de Mídia

O programa Markup faz também a identificação de mídias como:

  • vídeos
  • áudios
  • filmes
  • animações

Desde que seus arquivos estejam disponíveis na pasta “src” com o mesmo nome do arquivo .doc, acrescentado de hífen e o ID da mídia. Exemplo:

Artigo12-m1.wmv

A marcação da mídia no corpo do texto deve ser feita através do elemento [media]. Na janela aberta pelo programa, preencha os campos “id” e “href”. No campo “id” insira o prefixo “m” + o número de ordem da mídia. Exemplo: m1.

Já em “href” insira o nome da mídia com a extensão: “Artigo12-m1.wmv”.

_images/mkp-tpmedia.jpg

Feito isso gere o arquivo .xml.

Com o arquivo .xml gerado verifique se há erros e corrija, se necessário, os atributos que qualificam o tipo de mídia. O Programa apresenta os atributos:

  • mime-subtype - especifica o tipo de mídia como “video” ou “application”.
  • mimetype - especifica o formato da mídia.

É possível que o programa insira valores incorretos nos atributos mencionados acima. Exemplo:

_images/mkp-mime-subtype.jpg

Para corrigir, exclua o valor “x-ms-wmv” e insira apenas “wmv” que é o formato do vídeo. Caso o atributo @mimetype apresente valor diferente de “application” ou “video”, corrija o dado.

Identificação de sublistas

O programa Markup não faz a identificação de sublistas, portanto é necessário utilizar um editor de XML para ajustar os itens de sublista. Há dois métodos para a marcação manual de sublistas:

Método 1:

Ainda no programa Markup, selecione toda a lista e identifique com a tag [*list] e gere o arquivo .xml. Com o arquivo .xml gerado, encontre a lista e faça a seguinte alteração:

Primeiramente, encontre os itens de sublista:

_images/mkp-itensublist.jpg

Adicione o elemento <list> acima do primeiro item <list-item> da sublista:

_images/mkp-sub-lista.jpg

Recorte o elemento </list-item> que consta acima da tag <list> da sublista:

_images/mkp-recort-listitem.jpg

Cole o elemento </list-item> recortado logo abaixo da tag </list> da sublista:

_images/mkp-cola-list-item.jpg

Caso a sublista apresente um marcador diferente do inserido na lista, é possível adicionar o atributo @list-type na tag <list> da sublista e inserir algum dos valores abaixo:

  • order
  • bullet
  • alpha-lower
  • alpha-upper
  • roman-lower
  • roman-upper
  • simple

Método 2:

Caso a lista e sublista não tenham sido marcadas no programa Markup, é possível que ao gerar o arquivo .xml a lista tenha sido identificada como parágrafos. Portanto será necessário fazer a identificação manual da lista e da sublista.

Primeiramente, retire todos os parágrafos da lista e sublista e a envolva com o elemento <list> acrescentando o atributo @list-type= com o valor correspondente ao marcador da lista:

_images/mkp-manual-list.jpg

Agora insira o elemento <list-item> e <p> para cada item da lista:

_images/mkp-list-sem-sublist.jpg

Identifique os itens de sublista:

_images/mkp-itensublist.jpg

Adicione um elemento <list> acima do primeiro elemento <list-item> da sublista:

_images/mkp-sub-lista.jpg

Recorte o elemento </list-item> que consta acima do elemento <list> da sublista:

_images/mkp-recort-listitem.jpg

Agora cole o elemento </list-item> recortado logo abaixo de </list> da sublista:

_images/mkp-cola-list-item.jpg

Legendas Traduzidas

O Programa Markup não faz a marcação de figuras ou tabelas com legendas traduzidas. Para fazer essa marcação é necessário utilizar um editor de XML. Verifique a marcação de legendas de tabelas e de figuras abaixo:

Tabelas

Abra o arquivo .xml em um editor de sua preferência e localize a tabela que apresenta a legenda traduzida.

Insira o elemento <table-wrap-group> envolvendo toda a tabela, desde <table-wrap>:

_images/mkp-tab-wrap-g-legend.jpg

Apague o @id=”xx” de <table-wrap> e insira o atributo de idioma @xml:lang=”xx” com a sigla correspondente ao idioma principal da tabela. Em seguida, insira um @id único para o <table-wrap-group>:

_images/mkp-tab-legend-ids.jpg

Insira um novo elemento <table-wrap> com <label>, <caption> e <title> logo abaixo de <table-wrap-group> com o atributo de idioma @xml:lang=”xx” correspondente ao idioma da tradução. E insira a legenda traduzida em <title>:

_images/mkp-legenda-trans-tab.jpg

Note

Para tabelas codificadas o processo é o mesmo.

Figuras

Abra o arquivo .xml em um editor de sua preferência e localize a figura que apresenta a legenda traduzida.

Insira o elemento <fig-group> envolvendo toda a figura, desde <fig>:

_images/mkp-fig-legend.jpg

Apague o @id=”xx” de <fig> e insira o atributo de idioma @xml:lang=”xx” com a sigla correspondente ao idioma principal da figura. Em seguida, insira um @id único para o <fig-group>:

_images/mkp-fig-group-trans.jpg

Insira um novo elemento <fig> com <label>, <caption> e <title> logo abaixo de <fig-group> com o atributo de idioma @xml:lang=”xx” correspondente ao idioma da tradução. E insira a legenda traduzida em <title>:

_images/mkp-fig-legend-traduzida.jpg

Autores sem label

Alguns autores não apresentam label em autor e em afiliação. Para marcar o dado, faça a marcação tradicional do autor no programa Markup e insira em afiliação o ID de cada autor. Após gerar o arquivo .xml do documento, abra-o em um editor de XML e insira a <xref> fechada de cada autor.

_images/mkp-author-sem-label.jpg
SciELO PC-Programs (Português)

Gerando o Arquivo .xml

Após a identificação de todos os dados do documento .doc, o próximo passo é gerar o arquivo .xml.

Antes de qualquer coisa, salve o arquivo marcado clicando no botão “Markup: Salvar”:

_images/doc-mkp-salvar.jpg

Em seguida clique no botão “Markup: Gerar o XML”:

_images/doc-mkp-gerarxml.jpg

Relatórios

Ao gerar o arquivo .xml o programa Markup apresenta três relatórios: Relatório de Erros de ArquivosRelatório de Estilos SciELO e Relatório de Erros de Conteúdo. Abaixo a função de cada relatório apresentado.

Relatório de Erros de Arquivos

Ao clicar em “Markup: Gerar o XML” o programa apresenta um Relatório com as informações das alterações feitas no documento.

_images/doc-mkp-report-name.jpg

O resultado disso, é um relatório que apresenta as ações do programa ao gerar o XML a partir do arquivo .doc. O programa altera o nome do arquivo que, em .doc, era apresentado como “12-Artigo.doc” para ISSN-acronimo-volume-numero-paginação.xml e as imagens são extraídas do documento já com a nomeação convertida para o padrão SciELO.

Relatório de Estilos SciELO

Em seguida clique no botão ao lado “Relatório de Estilos SciELO” e verifique se há algum erro no documento:

_images/doc-mkp-gerar-report-scielo.jpg

O programa apresentará um relatório parecido com o que segue abaixo:

_images/doc-mkp-report-style.jpg

Veja que o relatório de erros não apresenta nenhum erro. Isso porque o xml gerado está de acordo com a estrutura de estilos requerida.

Relatório de Erros de Conteúdo

Feita a verificação no Relatório de Estilos SciELO, o próximo passo é gerar o relatório de erros de dados/conteúdo.

Esse relatório é exatamente o mesmo que o programa Package Maker gera. Portanto, para verificar o manual de uso para validação e verificação dos erros apresentados, vá para o projeto Package Maker e confira as funcionalidades dessa ferramenta.

Pastas Geradas

Ao gerar o arquivo .xml o programa Markup cria 6 pastas no mesmo nível que “src” e “scielo_markup”, conforme segue:

_images/doc-mkp-pastas-geradas.jpg

pasta erros:

Nessa pasta há o relatório de erros de cada um dos arquivos .xml. O arquivo final .rep apresenta os possíveis erros de estilo e o final .contents de conteúdo. São os mesmos relatórios apresentados no programa de marcação.

pmc_package:

Para revistas que apresentam o título abreviado NLM, o programa retira os elementos de especificação SciELO e mantém apenas os elementos necessários para envio ao PMC. Os elementos que são retirados do documento XML para envio ao PMC são: detalhamento em afiliação, informação de financiamento em <funding-group> e <mixed-citation>.

pmc_package_zips:

Ao validar o pacote pmc_package o programa, automaticamente, zipa a pasta que está pronta para envio.

scielo_package:

No momento da validação do pacote XML o programa verifica as entidades (numéricas ou alfa-numéricas) que existem no documento e, automaticamente, converte para o caractere correspondente, evitando futuros problemas de entidades. O ideal é utilizar os arquivos .xml validados nessa pasta em vez de utilizar os xmls do pacote.

scielo_package_zips:

Ao validar o pacote scielo_package o programa, automaticamente, zipa a pasta já com a nomeação padrão SciELO que está pronta para envio.

work:

é uma pasta de arquivos temporários usadas para a geração do resultado. Ela pode ser apagada se desejado, mas também pode ser usada para fins de suporte.

Essa estrutura de pastas é a mesma apresentada se o usuário utilizar o programa Package Maker. Para verificar os relatórios apresentados, basta entrar na pasta “errors” e abrir o documento com extensão: “.contents.html”.

SciELO PC-Programs (Português)

Como validar o pacote XML SPS

Package Maker - Como usar?

Para utilizar o programa Package Maker clique no meu Iniciar do Windows, procure a pasta do Programa Markup que foi istalado em sua máquina e com o mouse verifique os itens disponíveis na pasta. Clique no botão XML Package Maker

_images/scielo_menu_xpm.png _images/xpm_gui.png

Agora clique no botão “Choose Folder” para escolher a pasta que contém os arquivos que serão validados

_images/xpm_gui_selected_folder.png

E clique em XML Package Maker.

Resultados

  • Para arquivos XML SciELO (verifique a pasta scielo_package e/ou scielo_package_zips)
  • Para arquivos XML PMC (verifique a pasta pmc_package)
  • Para Relatório de arquivos (verifique a pasta errors)

A pasta que é gerada pelo XPM “ISSN-acronimo-volume-numero_xml_package_maker_result” estará disponível no mesmo nível da pasta que foi utilizada para gerar o pacote:

_images/xpm_result_folders.png

Relatórios

Depois de validar e gerar os pacotes os relatórios serão disponibilizados automaticamente em um Web Browser.

Relatório Resumido

Estatísticas de Validação

É apresentado o total de Erros fatais (Fatal Errors), erros (Errors), e alertas (Warnings), encontrados em todo o pacote.

FATAL ERRORS
Representa os erros relacionados aos indicadores bibliométricos.
ERRORS
Representa outros tipos de erros.
WARNINGS
Representa algo que precisa de mais atenção.
_images/xpm_report.png

Relatório Detalhado

Relatório Detalhado - Validações do Pacote

Primeiro de tudo O XPM valida alguns dados do pacote:

  • Elementos que apresentam o mesmo valor em todos os arquivos XML, tais como:
  • journal-title
  • journal id NLM
  • journal ISSN
  • publisher name
  • issue label
  • issue pub date
  • Elementos que apresentam um valor único em cada arquivo XML, tais como:
  • doi
  • elocation-id, if applicable
  • fpage and fpage/@seq
  • order (used to generated article PID)

Exemplo de Erros Fatais (Fatal Error) por apresentar valor diferente para o elemento <publisher-name>

_images/xml_reports__toc_fatal_error_required_equal_publisher.jpg

Exemplo de Erros Fatais (Fatal Error) por apresentar valores diferentes em <pub-date>

_images/xml_reports_toc_fatal_error_required_equal_date.png

Exemplo de Erros Fatais (Fatal Error) pois é requerido um valor único

_images/xml_reports_toc_fatal_error_unique.png.jpg

Relatório Detalhado - Validação do Documento

O documento é apresentado em uma Tabela.

As colunas ‘order’, ‘aop pid’, ‘toc section’, ‘@article-type’ estão destacadas, pois contém dados importantes.

A coluna reports possui botões para abrir/fechar o relatório detalhado de cada documento.

Cada linha possui um dado do documento:

_images/xpm_report_detail.png

Relatório Detalhado - Validações

Clique em **Validação de Conteúdo” para verificar os problemas apresentados. O relatório detalhado é apresentado abaixo da linha.

_images/xpm_report_detail_validations.png

Arquivos/Pastas

Apresenta os Arquivos e Pastas que foram gerados e validados.

_images/xpm_report_folder.png

Visão Geral do Pacote

Visão Geral do Pacote - idiomas

Apresenta os elementos que contém o atributo de idioma @xml:lang.

_images/xpm_report_overview_lang.png

Visão Geral do Pacote - dados

Apresenta os dados encontrados no documento: publicação e histórico. Apresenta o tempo esperado entre: data de recebido e aceito, aceito e publicado, aceito e a data atual.

_images/xpm_report_overview_date.png

Visão Geral do Pacote - afiliações

_images/xpm_report_overview_aff.png

Visão Geral do Pacote - Referências

_images/xpm_report_overview_ref.png

Relatórios Fonte

_images/xpm_report_sources.png _images/xpm_report_sources_journals.png _images/xpm_report_sources_books.png _images/xpm_report_sources_others.png
SciELO PC-Programs (Português)

Perguntas Frequentes Sobre a Adoção de XML

SPS

1. Onde encontro as apresentações das reuniões sobre a produção de XML e o “Processo de Adoção do novo Sistema de Marcação de texto completo”?

As apresentações de todas as reuniões realizadas desde 2012, sobre o “Processo de Adoção do novo Sistema de Marcação de texto completo do SciELO” estão disponíveis no site SciELO Eventos:
<http://eventos.scielo.org/>

2. Como podemos ter mais informações sobre o XML?

Nas reuniões realizadas com editores de periódicos SciELO foram realizadas apresentações e fornecidos esclarecimentos sobre as principais características do XML (eXtensible Markup Language). As apresentações estão disponíveis em:

<http://eventos.scielo.org/>

Além das apresentações em reuniões, foi publicado um post no blog SciELO em Perspectiva esclarecendo as principais razões da adoção dessa linguagem de marcação. Consulte em:

<http://blog.scielo.org/blog/2014/04/04/xml-porque/#.U1j4tT95iig>

3. Quais as características do XML a ser enviado ao SciELO?

O arquivo XML que o SciELO necessita deve estar em conformidade com o SciELO Publishing Schema (SciELO PS). Para um maior entendimento sobre o SciELO PS, consulte a documentação detalhada disponível em:

<http://docs.scielo.org/projects/scielo-publishing-schema/>

4 . Como conheço os elementos adotados pelo XML-SciELO?

O guia de uso dos elementos e atributos do SciELO Publishing Schema descreve o estilo de marcação adotado pelo projeto SciELO para a submissão de documentos no formato XML. Essa documentação é composta pela DTD JATS 1.0 + especificações PMC + Estilo SciELO, que são regras que especializam aspectos da especificação. Verificar em:

<http://docs.scielo.org/projects/scielo-publishing-schema/>

Processo Editorial

5. Com esse novo processo de produção da revista em XML, a diagramação do periódico impresso sofrerá alterações?

A diagramação do impresso poderá continuar da mesma forma como é realizada atualmente.

6 . Posso usar os arquivos XML na página da minha revista?

Sim. O editor pode disponibilizar o arquivo xml não só na página SciELO, mas também em seu próprio site.

Tecnologia / Ferramentas

7. Existe a possibilidade de gerar o arquivo XML SciELO PS a partir do InDesign?

Ainda não temos mecanismos eficaz para produzir arquivos XML com a estrutura requerida a partir do InDesign. No momento a SciELO disponibiliza um programa de marcação que possibilita identificar todas as informações de um arquivo em .doc e/ou em .html. Verificar em:

<http://docs.scielo.org/projects/scielo-pc-programs/en/latest/>

8. O SciELO oferece algum software que auxilie os editores a produzir os artigos em XML?

O SciELO desenvolveu algumas ferramentas para validação do XML segundo SciELO Publishing Schema. Caso o editor não possua nenhuma ferramenta para a geração de XML, poderá usar os programas de marcação e produção do XML, bem como, ferramentas de validação utilizadas no processo de produção e publicação segundo SciELO PS (ver item 10. Existe algum programa onde eu possa verificar se meu arquivo XML está compatível com o solicitado pelo SciELO?). O programa de Marcação, desenvolvido por SciELO, funciona apenas em Windows, ou seja, não há a possibilidade de utilizar o programa com diferentes sistemas operacionais como Linux, por exemplo. Ele é um suplemento do Word, o qual encontra-se disponível em:

<http://docs.scielo.org/projects/scielo-pc-programs/en/latest/download.html>

Mais informação sobre os programas e ferramentas utilizadas podem ser encontradas em:

<http://docs.scielo.org/projects/scielo-pc-programs/en/latest/>

9. Há algum manual de instruções para a utilização desse programa?

Sim, verifique a documentação online de instrução de uso do programa Markup disponibilizada em:

<http://docs.scielo.org/projects/scielo-pc-programs/en/latest/pt_how_to_generate_xml.html>

10. Existe algum programa onde eu possa verificar se meu arquivo XML está compatível com o solicitado pelo SciELO?

Sim. O SciELO desenvolveu duas ferramentas que ajudam na validação do arquivo .xml. Veja abaixo os programas disponíveis:

Package Maker: este programa está disponível no FTP SciELO produtos (xpm-4.0.090.EXE). Para instalar o programa consultar o link [1]. Este programa apresenta um relatório de erros informando possíveis problemas no XML, renomeia arquivos de acordo com o padrão SciELO PS e separa em pacotes. Verifique no link [2] o manual de uso do validador.

StyleChecker: é uma ferramenta web que fornece relatório detalhado sobre a conformidade de um dado XML em relação à especificação SciELO PS [3].

[1] <http://docs.scielo.org/projects/scielo-pc-programs/en/latest/installation.html#installation>

[2] <http://docs.scielo.org/projects/scielo-pc-programs/en/latest/xml_package_maker.html>

[3] <http://manager.scielo.org/tools/validators/stylechecker/>

11 . SciELO disponibiliza modelos de arquivos XML compatíveis com as especificações de SciELO PS?

Não temos estes modelos disponíveis.

Produção de XML por terceiros

12. Existem empresas que prestam serviços de produção de XML conforme o padrão requisitado por SciELO? Como posso localizar essas empresas?

Sim. Existem algumas empresas parceiras que são certificadas pelo SciELO e que prestam serviços de produção de arquivos XML segundo o SciELO Publishing Schema. Disponibilizamos o contato dessas empresas em: <http://www.scielo.org/php/level.php?lang=pt&component=56&item=58>

Publicação no SciELO Brasil

13 . Como é o processo de certificação SciELO para a produção de XML?

As empresas que se propõem a prestar serviços de marcação de textos em XML segundo o SciELO PS têm que submeter o material produzido a uma avaliação inicial. Entretanto, a amostra enviada deve seguir o padrão SciELO e todos os arquivos devem ter sido validados pelas ferramentas Package Maker e StyleChecker. Para obter mais informações sobre a certificação SciELO, verifique os requisitos disponíveis no site SciELO.org:

<http://www.scielo.org/php/level.php?lang=pt&component=56&item=59>

14 . SciELO poderá receber arquivos XML de prestadores que não são parceiros SciELO?

As empresas que decidem prestar serviços de marcação de textos em XML segundo o SciELO Publishing Schema, devem nos enviar um pacote de amostra com pelo menos 5 arquivos para uma avaliação inicial. Uma vez aprovados, a empresa será avaliada periodicamente, a cada seis meses. Para obter mais informações sobre a certificação SciELO, consulte o link disponível abaixo:

<http://www.scielo.org/php/level.php?lang=pt&component=56&item=59>

Note

As empresas serão aprovadas somente se os arquivos .xml forem validados pelas ferramentas StyleChecker e Package Maker. Caso os arquivos não sejam validados por essas ferramentas, as empresas deverão aguardar 6 meses para fazer um novo envio do pacote .xml. Essa validação é de extrema importância e é um procedimento contínuo. Portanto, mesmo com a certificação SciELO, a validação deverá ser feita a cada envio. Entretanto, antes de enviar o pacote para o SciELO envie um e-mail para scielo@scielo.org e para producao@scielo.org com cópia para conversao@scielo.org informando que foi produzido o primeiro pacote .xml e que ainda não possuem certificação.

15 . Produzi meu arquivo XML, posso enviar para SciELO verificar?

Utilize primeiramente as ferramentas de validação (ver item 10. Existe algum programa onde eu possa verificar se meu arquivo XML está compatível com o solicitado pelo SciELO?). Caso não consiga identificar e/ou corrigir os problemas apresentados, você deve consultar ou enviar suas dúvidas a lista de discussão scielo-xml@googlegroups.com, a qual será respondida em até 72 horas.

16. Qual o prazo para o meu número estar disponível no site SciELO?

O prazo para a publicação no site é de 10 a 15 dias, considerando o último e-mail de confirmação de recebimento do pacote de dados. Esse prazo leva em consideração o tempo de verificação do material recebido, correções eventualmente necessárias e tempo de processamento.

SciELO PC-Programs (Português)

How to update the local web site

The publishing workflow uses SGML Files and/or XML Files as input and generates the local website according to SciELOWeb site.

Data from SGML and XML files can be published on the same SciELO Web site.

title and issue databases

issue and title databases must be updated in serial folder.

This databases are managed by Title Manager.

If you have replaced Title Manager by SciELO Manager, you have to run specifics programs to update (Delorean) these databases.

Other option is having updated copies of these databases.

SGML files and/or XML files

In serial folder, you must have the folders/files resulting of SGML Markup workflow and/or XML Markup workflow.

For SGML, the input files must be in:

  • serial/<acron>/<volnum>/markup
  • serial/<acron>/<volnum>/body

For XML, the input files must be in:

XML Converter/ Converter

Use Converter to generate the base folder from the SGML files.

Use XML Converter to generate the base folder from the XML files.

GeraPadrao

Run GeraPadrao.bat script to generate de local website.

SciELO PC-Programs (Português)

Support

Before You Ask

Try to find an answer by reading the manual. Give us feedback which parts is not clear enough. Try to find an answer by searching the maillist archives.

Questions about SciELO PC Programs (Markup, Title Manager, Converter, etc)

http://groups.google.com/group/scielo-discuss

It is the forum to discuss questions and make suggestions related to the programs or other subjects related to SciELO Methodology.

How to subscribe

Send an e-mail to: scielo-discuss+subscribe@googlegroups.com

How to unsubscribe

Send an e-mail to: scielo-discuss+unsubscribe@googlegroups.com

Questions about SciELO XML / SciELO Publishing Schema

http://groups.google.com/group/scielo-xml

It is the forum to discuss questions and make suggestions related to SciELO XML / SciELO Publishing Schema.

How to subscribe

Send an e-mail to: scielo-xml+subscribe@googlegroups.com

How to unsubscribe

Send an e-mail to: scielo-xml+unsubscribe@googlegroups.com

Perguntas Frequentes Sobre a Adoção de XML

SPS

1. Onde encontro as apresentações das reuniões sobre a produção de XML e o “Processo de Adoção do novo Sistema de Marcação de texto completo”?

As apresentações de todas as reuniões realizadas desde 2012, sobre o “Processo de Adoção do novo Sistema de Marcação de texto completo do SciELO” estão disponíveis no site SciELO Eventos:
<http://eventos.scielo.org/>

2. Como podemos ter mais informações sobre o XML?

Nas reuniões realizadas com editores de periódicos SciELO foram realizadas apresentações e fornecidos esclarecimentos sobre as principais características do XML (eXtensible Markup Language). As apresentações estão disponíveis em:

<http://eventos.scielo.org/>

Além das apresentações em reuniões, foi publicado um post no blog SciELO em Perspectiva esclarecendo as principais razões da adoção dessa linguagem de marcação. Consulte em:

<http://blog.scielo.org/blog/2014/04/04/xml-porque/#.U1j4tT95iig>

3. Quais as características do XML a ser enviado ao SciELO?

O arquivo XML que o SciELO necessita deve estar em conformidade com o SciELO Publishing Schema (SciELO PS). Para um maior entendimento sobre o SciELO PS, consulte a documentação detalhada disponível em:

<http://docs.scielo.org/projects/scielo-publishing-schema/>

4 . Como conheço os elementos adotados pelo XML-SciELO?

O guia de uso dos elementos e atributos do SciELO Publishing Schema descreve o estilo de marcação adotado pelo projeto SciELO para a submissão de documentos no formato XML. Essa documentação é composta pela DTD JATS 1.0 + especificações PMC + Estilo SciELO, que são regras que especializam aspectos da especificação. Verificar em:

<http://docs.scielo.org/projects/scielo-publishing-schema/>

Processo Editorial

5. Com esse novo processo de produção da revista em XML, a diagramação do periódico impresso sofrerá alterações?

A diagramação do impresso poderá continuar da mesma forma como é realizada atualmente.

6 . Posso usar os arquivos XML na página da minha revista?

Sim. O editor pode disponibilizar o arquivo xml não só na página SciELO, mas também em seu próprio site.

Tecnologia / Ferramentas

7. Existe a possibilidade de gerar o arquivo XML SciELO PS a partir do InDesign?

Ainda não temos mecanismos eficaz para produzir arquivos XML com a estrutura requerida a partir do InDesign. No momento a SciELO disponibiliza um programa de marcação que possibilita identificar todas as informações de um arquivo em .doc e/ou em .html. Verificar em:

<http://docs.scielo.org/projects/scielo-pc-programs/en/latest/>

8. O SciELO oferece algum software que auxilie os editores a produzir os artigos em XML?

O SciELO desenvolveu algumas ferramentas para validação do XML segundo SciELO Publishing Schema. Caso o editor não possua nenhuma ferramenta para a geração de XML, poderá usar os programas de marcação e produção do XML, bem como, ferramentas de validação utilizadas no processo de produção e publicação segundo SciELO PS (ver item 10. Existe algum programa onde eu possa verificar se meu arquivo XML está compatível com o solicitado pelo SciELO?). O programa de Marcação, desenvolvido por SciELO, funciona apenas em Windows, ou seja, não há a possibilidade de utilizar o programa com diferentes sistemas operacionais como Linux, por exemplo. Ele é um suplemento do Word, o qual encontra-se disponível em:

<http://docs.scielo.org/projects/scielo-pc-programs/en/latest/download.html>

Mais informação sobre os programas e ferramentas utilizadas podem ser encontradas em:

<http://docs.scielo.org/projects/scielo-pc-programs/en/latest/>

9. Há algum manual de instruções para a utilização desse programa?

Sim, verifique a documentação online de instrução de uso do programa Markup disponibilizada em:

<http://docs.scielo.org/projects/scielo-pc-programs/en/latest/pt_how_to_generate_xml.html>

10. Existe algum programa onde eu possa verificar se meu arquivo XML está compatível com o solicitado pelo SciELO?

Sim. O SciELO desenvolveu duas ferramentas que ajudam na validação do arquivo .xml. Veja abaixo os programas disponíveis:

Package Maker: este programa está disponível no FTP SciELO produtos (xpm-4.0.090.EXE). Para instalar o programa consultar o link [1]. Este programa apresenta um relatório de erros informando possíveis problemas no XML, renomeia arquivos de acordo com o padrão SciELO PS e separa em pacotes. Verifique no link [2] o manual de uso do validador.

StyleChecker: é uma ferramenta web que fornece relatório detalhado sobre a conformidade de um dado XML em relação à especificação SciELO PS [3].

[1] <http://docs.scielo.org/projects/scielo-pc-programs/en/latest/installation.html#installation>

[2] <http://docs.scielo.org/projects/scielo-pc-programs/en/latest/xml_package_maker.html>

[3] <http://manager.scielo.org/tools/validators/stylechecker/>

11 . SciELO disponibiliza modelos de arquivos XML compatíveis com as especificações de SciELO PS?

Não temos estes modelos disponíveis.

Produção de XML por terceiros

12. Existem empresas que prestam serviços de produção de XML conforme o padrão requisitado por SciELO? Como posso localizar essas empresas?

Sim. Existem algumas empresas parceiras que são certificadas pelo SciELO e que prestam serviços de produção de arquivos XML segundo o SciELO Publishing Schema. Disponibilizamos o contato dessas empresas em: <http://www.scielo.org/php/level.php?lang=pt&component=56&item=58>

Publicação no SciELO Brasil

13 . Como é o processo de certificação SciELO para a produção de XML?

As empresas que se propõem a prestar serviços de marcação de textos em XML segundo o SciELO PS têm que submeter o material produzido a uma avaliação inicial. Entretanto, a amostra enviada deve seguir o padrão SciELO e todos os arquivos devem ter sido validados pelas ferramentas Package Maker e StyleChecker. Para obter mais informações sobre a certificação SciELO, verifique os requisitos disponíveis no site SciELO.org:

<http://www.scielo.org/php/level.php?lang=pt&component=56&item=59>

14 . SciELO poderá receber arquivos XML de prestadores que não são parceiros SciELO?

As empresas que decidem prestar serviços de marcação de textos em XML segundo o SciELO Publishing Schema, devem nos enviar um pacote de amostra com pelo menos 5 arquivos para uma avaliação inicial. Uma vez aprovados, a empresa será avaliada periodicamente, a cada seis meses. Para obter mais informações sobre a certificação SciELO, consulte o link disponível abaixo:

<http://www.scielo.org/php/level.php?lang=pt&component=56&item=59>

Note

As empresas serão aprovadas somente se os arquivos .xml forem validados pelas ferramentas StyleChecker e Package Maker. Caso os arquivos não sejam validados por essas ferramentas, as empresas deverão aguardar 6 meses para fazer um novo envio do pacote .xml. Essa validação é de extrema importância e é um procedimento contínuo. Portanto, mesmo com a certificação SciELO, a validação deverá ser feita a cada envio. Entretanto, antes de enviar o pacote para o SciELO envie um e-mail para scielo@scielo.org e para producao@scielo.org com cópia para conversao@scielo.org informando que foi produzido o primeiro pacote .xml e que ainda não possuem certificação.

15 . Produzi meu arquivo XML, posso enviar para SciELO verificar?

Utilize primeiramente as ferramentas de validação (ver item 10. Existe algum programa onde eu possa verificar se meu arquivo XML está compatível com o solicitado pelo SciELO?). Caso não consiga identificar e/ou corrigir os problemas apresentados, você deve consultar ou enviar suas dúvidas a lista de discussão scielo-xml@googlegroups.com, a qual será respondida em até 72 horas.

16. Qual o prazo para o meu número estar disponível no site SciELO?

O prazo para a publicação no site é de 10 a 15 dias, considerando o último e-mail de confirmação de recebimento do pacote de dados. Esse prazo leva em consideração o tempo de verificação do material recebido, correções eventualmente necessárias e tempo de processamento.

SciELO PC-Programs (Português)

Glossary

Local server

It’s a Windows computer where the PC Programs and SciELO website (local site) run.

SciELO collection or instance

SciELO Collection or instance is a website generated using SciELO Methodology, including the ones which do not use SciELO in their website name.

Examples of collections or instances: SciELO Brazil, SciELO Chile, SciELO Salud Pública, Rev@Enf, etc.

Types of issues

regular or supplement
number formed by articles and texts
ahead
manuscripts that were approved by editorial board but they are not in a definitive issue. There is an ahead number by year.
review/provisional
number whose purpose is to group accepted articles which are still under review, leaving only their metadata published. There is a review number by year. Note: at the site the name adopted is provisional
pr (press release)
number whose purpose is to group the press releases texts of a number or article. There is a pr number by issue.

Sequential number

The sequential number is a number formed by year (YYYY), followed by a number that gives the issue’s order within a year.

This number has two purposes:

  • order of the issue within a year in the “all issues” page of the website
  • forming PID.

Attention

DO NOT MODIFY THIS ITEM if the issue has already been published on the website.

By convention, the sequential number is:

  • ahead = 50
  • review/provisional = 75
  • pr = from 100

Example:

v.40 n.1 20091
v.40 n.2 20092
v.40 suppl. 20093
v.40 suppl.2 20094
v.40 n.2 suppl.1 20095
ahead 200950
review 200975
v.40 n.1 pr 2009100

Folders Structure

SciELO PC Programs package has the folders:

  • bin and xml_scielo, for programs
  • serial, for data

You can install them in the same or different folders. BUT by CONVENTION, we recommend C:\scielo\bin and c:\scielo\serial.

Examples of the same folder:

  • c:\scielo\bin… and c:\scielo\serial
  • d:\scielo_v4.0\bin and d:\scielo_v4.0\serial

Examples of different folders:

Programs folder

It contains the programs. E.g.: \scielo\bin

Data folder

e.g.: \scielo\serial

In this folder are all data, all the databases.

  • title: it contains data records related to the journal
  • section: it contains data records of sections of the table of contents
  • issue: it contains the records of journal’s issues
  • code: it contains tables of codes/labels
  • PubMed: is used in order to archive the XML files sent to PubMed
  • ISI: is used in order to archive the XML files sent to ISI
  • several Journal’s folder: which contains the issues of the journal

Journal’s folder

e.g.: \scielo\serial\<acronym>

It contains several folders, each one for each issue of the journal.

_images/concepts_serial.jpg

Issue folder

_images/concepts_serial_abc.jpg
It contains folders like:
  • markup: articles and text files, with markup
  • body: articles and text files, original, no markup
  • pdf: articles and texts in PDF format
  • img: image files extracted from the PDF files
  • base: the databases generated by Converter from the files of markup and body folders.
There are rules to name theses folders:
  • Folders for regular numbers and supplements: v, followed by the volume number, s, followed by the supplement to volume, n, followed by the number issue, s, followed by the supplement number
    Examples:
    • v31n1 (volume 31, number 1)
    • v31n1s1 (volume 31, number 1, supplement 1)
    • v31n1s0 (volume 31, number 1, supplement)
    • v31s0 (volume 31, supplement)
    • v31s1 (volume 31, supplement 1)
    • v31nspe (volume 31, special number)
    • v31n3a (volume 31, number 3A)
  • Review / Provisional’s and ahead’s folder: publication’s year, n, followed by the word review or ahead
    Examples:
    • 2009nahead
    • 2010nreview
  • Ex-review/provisional’s and ex-ahead’s folders: ex-, followed by publication’s year, n followed by the number. NOTE: Converter creates these folders, because it is only way to control data files which were review/provisional and/or ahead once.
    Examples:
    • ex-2009nahead
    • ex-2010nreview
  • Press releases’ folders: it follows the same rules of regular numbers and supplements, review / provisional and ahead, adding pr at the end of the file name.
    Examples:
    • v31n1pr (press release of volume 31, number 1)
    • v31n1s1pr (press release of volume 31, number 1, supplement 1)
    • v31n1s0pr (press release of volume 31, number 1, supplement)
    • v31s0pr (press release of volume 31, supplement)
    • v31s1pr (press release of volume 31, supplement 1)
    • v31nspepr (press release of volume 31, special number)
    • v31n3apr (press release of volume 31, number 3A)
SciELO PC-Programs (Português)

List of codes

acquisition priority

1 Indispensable
2 Dispensable because exists in the Country
3 Dispensable because exists in the Region

alphabet of title

A Basic Roman
B Extensive Roman
C Cirillic
D Japanese
E Chinese
K Korean
O Another alphabet

article status

1 Available

authidtp

orcid orcid
lattes lattes

blcktype

ack Acknowledge
nd undefined

corresp

n no
y yes

count

0 0

country

AD Andorra
AE United Arab Emirates
AF Afghanistan
AG Antigua
AL Albania
AN Netherlands Antilles
AO Angola
AQ Antarctica
AR Argentina
AS American Samoa
AT Austria
AU Australia
BB Barbados
BD Bangladesh
BE Belgium
BG Bulgaria
BH Bahrain
BI Burundi
BM Bermuda
BN Brunei
BO Bolivia
BR Brazil
BS Bahamas
BT Bhutan
BU Burma
BV Bouvet Island
BW Botswana
BY Byelorussian RSS
BZ Belize
CA Canada
CC Islas Cocos (Keeling)
CF Central African Rep.
CG Congo
CH Switzerland
CI Ivory Coast
CK Islas Cook
CL Chile
CM Cameroon
CN China
CO Colombia
CR Costa Rica
CS Czechoslovakia
CT Islas Canton y Enderbury
CU Cuba
CV Cape Verde
CX Isla de Navidad
CY Cyprus
DD German Democratic Republic
DE Germany, Federal Republic
DK Denmark
DM Dominica
DO Dominican Republic
DZ Algeria
EC Ecuador
EG Egypt
EH Western Sahara
ES Spain
ET Ethiopia
FI Filand
FJ Fiji
FK Falkland Islands(Malvinas)
FO Islas Feroe
FR France
GA Gabon
GB United Kingdom
GC Guinea Ecuatorial
GD Grenada
GF French Guiana
GH Ghana
GI Gibraltar
GL Greenland
GN Guinea
GP Guadeloupe
GR Greece
GT Guatemala
GU Guam
GW Guinea-Bissau
GY Guyana
HK Hong Kong
HM Islas Heard y Mc Donald
HN Honduras
HT Haiti
HU Hungary
HV Upper Volta
ID Indonesia
IE Ireland
IL Israel
IN India
IQ Iraq
IR Iran
IS Iceland
IT Italy
JM Jamaica
JO Jordan
JP Japan
JT Isla Johnston
KD Korea, Democratic People’s
KE Kenya
KH Kampuchea Democrática
KM Kamoras Islands
KN San Cristóbal-Nieves-Anguila
KP Korea, Democratic People’s
KR Korea, Republic of
KW Kuwait
KY Kayman Islands
LA Republic
LB Lebanon
LC Saint Lucia
LD Lao People’s Democratic
LI Liechtenstein
LK Sri Lanka
LR Liberia
LS Lesotho
LU Luxembourg
LY Libyan
MA Morocco
MC Monaco
MG Madagascar
MI Islas Midway
ML Mali
MN Mongolia
MO Macau
MQ Martinique
MR Mauritania
MS Montserrat
MT Malta
MU Mauritius
MV Maldivas
MW Malawi
MX Mexico
MY Malaysia
MZ Mozambique
NA Namibia
NC New Caledonia
NE Niger
NF Norfolk Island
NG Nigeria
NH Nuevas Hébridas
NI Nicaragua
NL Netherlands
NO Norway
NP Nepal
NQ Dronning Maud Land
NR Nauru
NU Isla Niue
NZ New Zealand
OM Oman
PA Panama
PC Pacific Islands
PE Peru
PF French Polynesia
PG Papua New Guinea
PH Philippines
PK Pakistan
PL Poland
PM
  1. Pedro y Miguelón
PN Islas Pitcairn
PR Puerto Rico
PT Portugal
PU Islands Miscellaneous
PY Paraguay
QA Qatar
RE Réunion
RO Romania
RW Rwanda
SA Saudi Arabia
SB Islas Salomón Británico
SC Seichelles
SD Sudan
SE Sweden
SG Singapur
SH St. Helena
SJ Islas Svalbard y Jan Mayen
SK Sikkim
SL Sierra Leone
SM San Marino
SN Senegal
SO Somalia
SR Suriname
ST Sao Tome and Principe
SU URSS
SV El Salvador
SY Syrian Arab Republic
SZ Swaziland
TC Turks and Caicos Islands
TD Chad
TG Togo
TH Thailand
TK Islas Tokelau
TN Tunisia
TO Tonga
TR Turkey
TT Trinidad and Tobago
TW Taiwan
TZ Tanzania
UA Ukrainian RSS
UG Uganda
UP United States Pacific
US United States
UY Uruguay
VA Vatican City State
VC Saint Vincent
VE Venezuela
VG British Virgin Islands
VN Viet Nam
VU Vanuatu
WF Islas Wallis y Futuna
WK Isla Wake
WS Samoa
YD Yemen, Democratic
YE Yemen
YU Iugoslavia
ZA South Africa
ZM Zambia
ZR Zaire
nd Not defined

ctdbid

ACTR ACTR - Australian Clinical Trials Registry
CT CT - Clinicaltrials.gov
ChiCTR ChiCTR - Chinese Clinical Trial Register
ISRCTN ISRCTN - International Standard Randomised Controlled Trial Number Register
NTR NTR - Nederlands Trial Register
UMIN UMIN - University Hospital Medical Information Network

date

Apr. April
Aug. August
Dec. December
Feb. February
Jan. January
July July
Jun. June
Mar. March
May May
Nov. November
Oct. October
Sept. September

dateiso

00000000 00000000

deceased

n no
y yes

deposid

1 Unicamp
2 Unifesp
3 Unesp
4 USP
5 ITA
6 UFSCar

doctopic

ab abstracts
an announcements
ax annex
co comments
cr case report
ct clinical trial
ed editorial
er correction
in interview
le letter
mt methodology
oa original article
pr press release
pv point-of-view
ra review article
rc recount
rn research note
sc brief communication
tr technical report
up update

doctype

addended-article addended-article
addendum addendum
article article
au audio
book book
chapter chapter
commentary-article commentary-article
companion companion
corrected-article corrected-article
database database
figure figure
letter letter
object-of-concern object-of-concern
other-object other object
other-related-type other related type
other-source other source
peer-review peer-review
peer-reviewed-article peer-reviewed-article
pr press release
retracted-article retracted-article
table table
unknown
  • choose one of the options below -
unknown-object – objects –
unknown-related-type – related types –
unknown-source – sources –
vi video

eqcontr

n no
y yes

fntype

abbr Abbreviations
author Some footnote type, other than those enumerated, but related to author.
com Communicated-by information
con Contributed-by information
conflict Conflict of interest statements
corresp Corresponding author information not identified separately, but merely footnoted
current-aff Contributor’s current affiliation
deceased Person has died since article was written
edited-by Contributor has the role of an editor
equal Contributed equally to the creation of the document
financial-disclosure Statement of funding or denial of funds received in support of the research on which an article is based
on-leave Contributor is on sabbatical or other leave of absence
other Some footnote type, other than those enumerated.
participating-researchers Contributor was a researcher for an article
present-address Contributor’s current address
presented-at Conference, colloquium, or other occasion at which this paper was presented
presented-by Contributor who presented the material
previously-at Contributor’s previous location or affiliation
study-group-members Contributor was a member of the study group for the research
supplementary-material Points to or describes supplementary material for the article
supported-by Research upon which an article is based was supported by some entity

frequency

? Unknown
A Annual
B Bimonthly (every two months)
C Semiweekly (twice a week)
D Daily
E Biweekly (every two weeks)
F Semiannual (twice a year)
G Biennial (every two years)
H Triennial (every three years)
I Three times a week
J Three times a month
K Irregular (known to be so)
M Monthly
Q Quarterly
S Semimonthly (twice a month)
T Three times a year
W Weekly
Z Other frequencies

from

00000000 00000000

ftp

art article based - a PDF file for each article
iss issue based - a PDF file for each issue
na Not Available

ftype

audiogram audiogram
cardiogram cardiogram
cartoon cartoon
chart chart
chemical structure chemical structure
dendrogram dendrogram
diagram diagram
drawing drawing
exihibit exihibit
graphic graphic
illustration illustration
map map
medical image medical image
other other
photo photo
photomicrograph photomicrograph
plate plate
polysomnogram polysomnogram
schema schema
workflow workflow

hcomment

0 people can not comment
1 people can comment

history

D Ceased
E Not open access
S Indexing interrupted by committee

Note: history was replaced by historystatus

historystatus

values for ^d values for ^e  
D | Ceased
|not-open-access Not open access
|suspended-by-committee Indexing interrupted by committee
|suspended-by-editor Indexing interrupted by editor

id

nd Not defined

idiom interface

en English
es Spanish
pt Portuguese

illustrative material type

gra graphic
ilus figure
map map
nd no illustrative material
tab table

indexing coverage

BA Biological Abstracts
EM Excerpta Medica
IM Index Medicus
LL LILACS
SP Salud Publica

issn type

CDROM CD-ROM ISSN
DISKT Diskette ISSN
ONLIN On line ISSN
PRINT PRINT ISSN

issue status

0 Not available
1 Available
2 Partial available

keyword priority level

m main
s secondary

language

af Afrikaans
ar Arabic
bg Bulgarian
ca Catalan
zh Chinese
cs Czech
da Danish
de German
en English
eo Esperanto
es Spanish
eu Basque
fr French
gl Galician
gr Greek
he Hebrew
hi Hindi
hu Hungarian
ia Interlingua
ie Interlingue
in Indonesian
it Italian
ja Japanese
ko Korean
la Latin
nl Dutch
no Norwergian
pl Polish
pt Portuguese
ro Romanian
ru Russian
sa Sanskrit
sh Serbo-Croat
sk Slovak
sn Slovenian
sv Swedish
tr Turkish
uk Ukrainian
ur Urdu
zz Other

license_text

BY <a rel=”license” href=”http://creativecommons.org/licenses/by/3.0/”><img alt=”Creative Commons License” style=”border-width:0” src=”http://i.creativecommons.org/l/by/3.0/80x15.png” /></a> All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a <a rel=”license” href=”http://creativecommons.org/licenses/by/3.0/”>Creative Commons Attribution License</a>
BY-NC <a rel=”license” href=”http://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/”><img alt=”Creative Commons License” style=”border-width:0” src=”http://i.creativecommons.org/l/by-nc/3.0/80x15.png” /></a> All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a <a rel=”license” href=”http://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/”>Creative Commons Attribution License</a>
BY-NC-SA <a rel=”license” href=”http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/”><img alt=”Creative Commons License” style=”border-width:0” src=”http://i.creativecommons.org/l/by-nc-sa/3.0/80x15.png” /></a> All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a <a rel=”license” href=”http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/”>Creative Commons Attribution License</a>
nd <p> </p>

lictype

nd not defined
open-access open access

listtype

alpha-lower Ordered list. Prefix character is a lowercase alphabetical character
alpha-upper Ordered list. Prefix character is an uppercase alphabetical character
bullet Unordered or bulleted list. Prefix character is a bullet, dash, or other symbol
order Ordered list. Prefix character is a number or a letter, depending on style
roman-lower Ordered list. Prefix character is a lowercase roman numeral
roman-upper Ordered list. Prefix character is an uppercase roman numeral
simple Simple or plain list (No prefix character before each item)

literature type

C Conference
M Monograph
MC Conference papers as Monograph
MP Project papers as Monograph
MPC Project and Conference papers as monograph
MS Monograph Series
MSC Conference papers as Monograph Series
MSP Project papers as Monograph Series
N Document in a non conventional form
NC Conference papers in a non conventional form
NP Project papers in a non conventional form
P Project
S Serial
SC Conference papers as Periodical Series
SCP Conference and Project papers as periodical series
SP Project papers as Periodical Series
T Thesis and Dissertation
TS Thesis Series

month

1 Jan.
10 Oct.
11 Nov.
12 Dec.
2 Feb.
3 Mar.
4 Apr.
5 May
6 June
7 July
8 Aug.
9 Sept.

no

0 0

orgdiv

nd nd

orgdiv1

nd nd

orgdiv2

nd nd

orgdiv3

nd nd

orgname

nd nd

pages

0-0 0-0

pii

nd Not defined

publication level

CT Scientific/technical
DI Divulgation

pubtype

epub electronic publication
ppub print publication

ref-type

aff Affiliation
app Appendix
author-notes Author notes
bibr Bibliographic reference
boxed-text Textbox or sidebar
chem Chemical structure
contrib Contributor
corresp Corresponding author
disp-formula Display formula
fig Figure or group of figures
fn Footnote
kwd Keyword
list List or list item
other None of the items listed
plate Plate
scheme Scheme
sec Section
statement Statement
supplementary-material Supplementary information
table Table or group of tables

rid

nd Not defined

role

coord coordinator
ed publisher
nd Not defined
org organizer
tr translator

scheme

decs Health Science Descriptors
nd No Descriptor

scielonet

1 SciELO Brasil
10 SciELO Argentina
11 SciELO Biodiversidade
12 SciELO Bolivia
13 SciELO España
14 SciELO Jamaica
15 SciELO México
16 SciELO Perú
17 SciELO Portugal
18 SciELO Venezuela
19 SciELO Adolec
2 SciELO Chile
20 SciELO Social Sciences
21 SciELO Paraguay
22 SciELO Ecuador
23 SciELO Caribbean
24 SciELO South Africa
3 SciELO Salud Pública
4 SciELO BEEP
5 SciELO Ecler
6 SciELO Cuba
7 SciELO Colombia
8 SciELO Costa Rica
9 SciELO Uruguay

sec-type

cases Cases/Case Reports
conclusions Conclusions/Comment
discussion Discussion/Interpretation
intro Introduction/Synopsis
materials Materials
materials|methods
  • Materials and Methodology
methods Methods/Methodology/Procedures
nd undefined
results Results/Statement of Findings
results|conclusions
  • Results and Conclusions
results|discussion
  • Results and Discussion
results|discussion|conclusions
  • Results, Discussion, Conclusions
subjects Subjects/Participants/Patients
supplementary-material Supplementary materials

standard

apa American Psychological Association
iso690 iso 690/87 - international standard organization
nbr6023 nbr 6023/89 - associação nacional de normas técnicas
other other standard
vancouv the vancouver group - uniform requirements for manuscripts submitted to biomedical journals

state

AC Acre
AL Alagoas
AM Amazonas
AP Amapá
BA Bahia
CE Ceará
DF Distrito Federal
ES Espírito Santo
FN Fernando de Noronha
GO Goiás
MA Maranhão
MG Minas Gerais
MS Mato Grosso do Sul
MT Mato Grosso
PA Pará
PB Paraíba
PE Pernambuco
PI Piauí
PR Paraná
RJ Rio de Janeiro
RN Rio Grande do Norte
RO Rondônia
RR Roraima
RS Rio Grande do Sul
SC Santa Catarina
SE Sergipe
SP São Paulo

status

? Unknown
C Current
D Ceased
R Reports only
S Suspended

stitle

Acta Cir. Bras. Acta Cirurgica Brasileira
Bragantia Bragantia
Braz J Med Biol Res Brazilian Journal of Medical and Biological Research
Braz. J. Chem. Eng. Brazilian Journal of Chemical Engineering
Braz. J. Genet. Brazilian Journal of Genetics
Braz. J. Phys. Brazilian Journal of Physics
Cad. CEDES Cadernos CEDES
Cad. Saúde Púbica Cadernos de Saúde Pública
Ci. Inf. Ciência da Informação
Ciênc. Tecnol. Aliment. Ciência e Tecnologia de Alimentos
DELTA DELTA: Documentação de Estudos em Lingüística Teórica e Aplicada
Dados Dados
Educ. Soc. Educação & Sociedade
Genet. Mol. Biol. Genetics and Molecular Biology
  1. Braz. Chem. Soc.
Journal of the Brazilian Chemical Society
  1. Braz. Comp. Soc.
Journal of the Brazilian Computer Society
  1. Venom. Anim. Toxins
Journal of Venomous Animals and Toxins
Mem. Inst. Oswaldo Cruz Memórias do Instituto Oswaldo Cruz
Pesq. Vet. Bras. Pesquisa Veterinária Brasileira
Psicol. USP Psicologia USP
Rev Bras Cir Cardiovasc Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Rev Odontol Univ São Paulo Revista de Odontologia da Universidade de São Paulo
Rev Panam Salud Publica Revista Panamericana de Salud Pública
Rev. Fac. Educ. Revista da Faculdade de Educação
Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo
Rev. Microbiol. Revista de Microbiologia
Rev. Saúde Pública Revista de Saúde Pública
Rev. bras. Bot. Revista Brasileira de Botânica
Rev. bras. Ci. Soc. Revista Brasileira de Ciências Sociais
Rev. bras. Ci. Solo Revista Brasileira de Ciência do Solo
Rev. bras. Geocienc. Revista Brasileira de Geosciences
Rev. bras. Hist. Revista Brasileira de História
Salud pública Méx Salud Pública de México
Sci. agric. Scientia Agricola

study area

Agricultural Sciences Agricultural Sciences
Applied Social Sciences Applied Social Sciences
Biological Sciences Biological Sciences
Engineering Engineering
Exact and Earth Sciences Exact and Earth Sciences
Health Sciences Health Sciences
Human Sciences Human Sciences
Linguistics, Letters and Arts Linguistic, Literature and Arts

table of contents

en Table of Contents
es Sumario
pt Sumário

to

00000000 00000000

toccode

1 title
2 sectitle

treatment level

am analytical of a monograph
amc analytical of a monograph in a collection
ams analytical of a monograph in a serial
as analytical of a serial
c collective level
m monographic level
mc monographic in a collection
ms monographic series level

usersubscription

na Not Available
reg Electronic Registration
sub Regular Subscription

version

3.1 3.1
4.0 4.0

SciELO PC-Programs (Inglês)

Welcome to SciELO PC Programs’ documentation!

SciELO PC-Programs (Inglês)

About SciELO Methodology

The access to adequate and up-to-date scientific and technical information is essential for the economic and social development, specially to support decision making process in planning, formulation and implementation of public policies and to support professional development and practice. The results of scientific research are mainly communicated and validated through publication in scientific journals. This is valid for developed and developing countries. However, scientific journals from developing countries face several distribution and dissemination barriers, which limits the access and usage of locally generated scientific information.

SciELO - Scientific Electronic Library Online is a model for cooperative electronic publishing of scientific journals on the Internet. Especially conceived to meet the scientific communication needs of developing countries, particularly Latin America and the Caribbean countries, it provides an efficient way to assure universal visibility and accessibility to their scientific literature, contributing to overcome the phenomena known as ‘lost science’. In addition, the SciELO model comprises integrated procedures for the measurement of usage and impact of scientific journals.

SciELO Model is product of a partnership among FAPESP (http://www.fapesp.br)– the State of São Paulo Science Foundation, BIREME http://www.bireme.br - the Latin America and Caribbean Center on Health Sciences Information, as well as national and international institutions related to scientific communication and editors. A pilot project, involving 10 Brazilian journals from different subject areas, was successfully carried out from March 1997 to May 1998, aimed at the development and evaluation of an adequate methodology for electronic publishing on the Internet. From June 1998, the project begins to operate regularly, incorporating progressively new journal titles and expanding its operation to other countries. Since 2002, the Project is also supported by CNPq http://www.cnpq.br - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

The SciELO Model comprises three components.

The model’s first component is the SciELO Methodology, which enables the electronic publication of complete editions of scientific journals, the organization of searchable bibliographical and full text databases, the preservation of electronic archives and the production of statistical indicators of the scientific literature usage and impact. The methodology includes also journal evaluation criteria based on international scientific communication standards. SciELO full texts are enriched with dynamic hypertext links with national and international data bases, as for example, LILACS and MEDLINE.

The SciELO Model’s second component is the application of the SciELO Methodology to operate web sites of collections of electronic journals. The SciELO Model envisages the operation of national sites as well as thematic sites. The pioneer application is the SciELO Brazil site http://www.scielo.br. Nowadays, Chile http://www.scielo.cl and Cuba http://www.scielo.sld.cu are also operating applications regularly. Several other countries are evaluating and/or being trained on the SciELO Methodology. SciELO Public Health http://www.scielosp.org, a regional thematic library covering Public Health scientific journals from Latin America and Spain, was launched in December 1999. A portal to integrate and provide access to the network of SciELO sites operates at http://www.scielo.org .

The Model’s third component is the actual development of partnerships among national and international scientific communication players — authors, editors, scientific and technological institutions, funding agencies, universities, libraries, scientific and technological information centers etc, aiming at the dissemination, improvement and sustainability of the SciELO Model. The operation of the SciELO network is highly based on national infrastructures, which contributes to guarantee its future sustainability.

The successful development of the proposed SciELO network of Latin America and Caribbean scientific journals in the next years will contribute to make locally generated scientific information readily available, which will ultimately contribute to increase the usage of scientific and technical information on decision making process at different levels.

SciELO PC-Programs (Inglês)

Welcome to SciELO PC Programs’ documentation

SciELO PC Programs is a tools kit to produce input data for the articles publication process of a SciELO Collection.

XML Production:

Collection Management (only to SciELO Collection Coordinations):


SciELO PC-Programs (Español)

Bienvenido a la documentación de SciELO PC Programs!

SciELO PC-Programs (Español)

Bienvenido a la documentación de SciELO PC Programs

SciELO PC Programs es un conjunto de herramientas para producir entrada de datos para el proceso de publicación de artículos en una colección SciELO.

Para la Producción de XML:

Para Gestão de Coleções (para uso somente de las Coordenaciones de una Colección SciELO):